INE arranca em Julho com inquérito piloto para actualização dos dados da pobreza em Cabo Verde

Cidade da Praia, 21 Jun (Inforpress) – O Instituto Nacional de Estatística (INE) deverá arrancar no mês de Julho com o inquérito piloto para a realização do IV Inquérito das Despesas e Receitas das Famílias (IV IDRF) que fornece os indicadores da pobreza em Cabo Verde.

A informação foi avançada hoje pelo vice-presidente do INE, Fernando Rocha, em conversa com os jornalistas no quadro do lançamento, na cidade da Praia, do processo de elaboração da Estratégia Nacional de Desenvolvimento da Estatística (ENDE) 2022-2026.

“Nós temos já em curso e pensamos iniciar já no mês de Julho o inquérito piloto para a realização do IV IDRF. É um grande projecto”, disse, enquadrando essa operação de entre as operações estatísticas prioritárias da agenda estatística para o desenvolvimento 2022 a 2026.

O IDRF é um inquérito realizado junto das famílias, de cinco em cinco anos, com o objectivo de recolher informações que permitem estimar o nível e a estrutura das despesas de consumo e das receitas das famílias, estimar os indicadores e os determinantes da pobreza, e o consumo em quantidades de determinados bens alimentares.

Estima ainda o nível de nutrição da população em geral e das crianças em particular, actualiza os ponderadores do Índice de Preço no Consumidor (IPC) e estima o consumo privado que integra as Contas Nacionais.

O III IDRF foi realizado em 2015 e concluiu que a pobreza extrema era de 35,2% e a pobreza absoluta era de 10,6%.

Na sua última missão a Cabo Verde, concluída na semana passada, o Grupo de Apoio Orçamental (GAO), actualmente liderado pela União Europeia, recomendou que o país actualizasse os dados da pobreza.

O IV IDRF está orçado em cerca de 242 milhões de escudos cabo-verdianos e tem como principais financiadores o Governo de Cabo Verde, o Banco Mundial (BM) e as Nações Unidas.

MJB/CP

Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos