Índice de Preços do Comércio Externo: Preços dos produtos importados diminuíram em 0,4% em Novembro de 2020

Cidade da Praia, 12 Fev (Inforpress) – Os preços dos produtos importados diminuíram, em Novembro de 2020, em 0,4 por cento (%), valor superior em 0,2 pontos percentuais (p.p.) face ao registado no mês anterior. 

De acordo com o Instituto Nacional de Estatística (INE), a taxa de variação mensal dos preços dos produtos exportados fixou-se em -1,2%, em Novembro de 2020, valor inferior em 1,0 p.p. face ao registado no mês anterior. 

Ainda segundo o INE, a taxa de variação mensal registada pelo Índice de Termos de Troca foi de -0,8%, valor inferior em 1,2 p.p. face ao registado no mês anterior. 

De acordo com a mesma fonte, o índice de preço da importação diminuiu 13,5%, relativamente ao mês de Novembro de 2019. Por outro lado, os índices subjacente e volátil na importação, registaram em Novembro de 2019, decréscimos de 14,1% e de 11,2% respectivamente. 

Os aumentos dos preços mais expressivos ocorreram em bens de capital (6,9%) justificada pela subida de preços de máquinas (10,3%) e de combustíveis (0,5%), justificada com a subida da única subcategoria denominada combustíveis (0,5%). 

As diminuições dos preços, de acordo com INE, ocorreram nas categorias bens de consumo (-1,5%), justificada pela descida de preços de produtos alimentares primários (-6,4%) e bens intermédios (-3,5%), justificada, fundamentalmente, com a descida dos preços de produtos transformados para a construção (-7,9%). 

A mesma fonte sublinha ainda que no mês de Novembro de 2020, o índice de preço nas exportações situou-se em 99,4% correspondendo a um decréscimo de 1,2%, face ao mês anterior. Por outro lado, os índices subjacente e volátil na exportação, na mesma data, registaram decréscimos de 1,6% e 0,3%, respectivamente, face ao mês anterior. 

Em termos homólogos, em Novembro de 2020, a taxa de variação homóloga do índice de preço das exportações situou-se em -1,6%. Comparativamente ao mês de Novembro de 2019, o índice subjacente manteve o mesmo valor e o volátil diminuiu 5,6%. 

PC/DR 

Inforpress/Fim 

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos