Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Independência/45 anos: “Temos condições e capacidade para fazer o muito que ainda falta” – Joana Rosa

Cidade da Praia, 05 Jul (Inforpress) – A líder parlamentar do Movimento para a Democracia (MpD, poder), Joana Rosa, disse hoje Cabo Verde tem condições e capacidade para fazer muito que ainda falta nestes 45 anos como Nação independente.

“Falta muito, claro que falta muito, mas também é certo que muito já fizemos”, destacou Joana Rosa, que discursava na sessão solene da Assembleia Nacional no âmbito das comemorações do 45º aniversário da Independência de Cabo Verde, celebrado hoje, 05 de Julho.

A responsável partidária afirmou que “certamente haverá erros e hesitações” na caminhada, até porque “governar num país pobre constitui sempre um hercúleo desafio”.

“Mas a vontade gigantesca de fazer melhor, sempre nas condições que temos, e o compromisso político que temos com as pessoas são factores que garantem, sem sombras de dúvida, o nosso sucesso, por maiores que sejam as dificuldades. Não nos metem medo as dificuldades que estão pela frente que, com certeza, seremos capazes de as vencer, pois a elas estamos habituados”, prosseguiu.

Joana Rosa mostrou-se ainda crente que o País irá vencer e construir o futuro “com a ternura da sua própria história”, com ajuda e participação de todos os cabo-verdianos “residentes nestas belas ilhas e na diáspora”.

“O País que temos hoje quase nada tem a ver com o País que a 05 de Julho de 1975 recebemos. Hoje, Cabo Verde é um país completamente diferente e muito melhor, em quase todos os indicadores e aspectos da nossa vida”, pontuou.

A líder parlamentar do MpD disse ainda que o percurso “não foi isento de falhas” e “nem foi linear”, mas, acrescentou, só o facto de se passar de um país que em 1975 tinha um PIB per capita de aproximadamente 300 dólares, para passar hoje para mais de 3.000 dólares “demonstra bem o percurso, os esforços consentidos e os resultados conseguidos”.

“Muitas críticas podem ser feitas e quase todas elas legítimas. No entanto, o estado da nossa Nação hoje, volvidos 45 anos, leva-nos a concluir que devemos todos estar orgulhosos do percurso, porque, ao cabo e ao resto, temos vindo a construir um país, passo a passo, pedra sobre pedra, mais desenvolvido, mais justo, mais igual e mais inclusivo, mesmo perante secas e outras adversidades”, defendeu.

A sessão solene contou com a presença de vários convidados, nomeadamente o Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, membros do Governo, dos deputados nacionais, do antigo Presidente da República Pedro Pires, do presidente da Câmara Municipal da Praia, Óscar Santos, de representantes do corpo diplomático e de organismos internacionais, dos combatentes da liberdade da Pátria, representantes das confissões religiosas, das organizações da sociedade civil, entre outros.

GSF/AA
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos