Comercialização de cereais: Ilha Verde chega a Santo Antão em Junho com instalação de silos no Porto Novo

Porto Novo, 14 Abr (Inforpress) – O projecto Ilha Verde será uma realidade em Santo Antão, a partir de Junho, data em que essa sociedade privada cabo-verdiana pretende instalar, na cidade do Porto Novo, uma unidade de silos para armazenamento e comercialização de cereais.

A administração da Ilha Verde, empresa cabo-verdiana, fundada em 1989, já apresentou à Câmara Municipal do Porto Novo o seu projecto para Santo Antão, que consiste na criação de silos nesta ilha para armazenamento e comercialização de milho, arroz, trigo, feijão e soja.

A edilidade portonovense explicou que o projecto Ilha Verde vai dinamizar a economia santantonense, já que vai permitir a geração de “muitos” postos de trabalho.

“Com a instalação dos silos no Porto Novo, já no mês de Junho, vamos ter a possibilidade de mais postos de trabalho directos e indirectos neste concelho”, refere uma nota da edilidade portonovense, a que a Inforpress teve acesso.

Além da montagem dos silos, a sociedade Ilha Verde perspectiva ainda, em Santo Antão, o incremento de “algumas industrias agro-alimentares”, a partir de cereais, tais como óleo alimentar, aguardente tipo “RUM”, processamento do milho para uso alimentar, de entre outras.

A Sociedade Ilha Verde, fundada em 1989, tem como objectivo importar, exportar, transformar, comercializar e reexportar produtos agrícolas, pecuária, florestais, industriais e fertilizantes.

JM/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos