Ilha do Sal: Tribunal condena autor de homicídio de criança a 26 anos de cadeia

Espargos, 03 Jun (Inforpress) – O jovem Stefan dos Reis, 30 anos, foi hoje condenado a 26 anos de prisão como autor do homicídio da criança encontrada morta na zona de Monte Leão, no Sal, em Dezembro do ano passado.

A sentença foi lida hoje pelo juiz do Tribunal da Comarca do Sal, na presença de familiares e curiosos e, além do cumprir a pena de 26 anos na Cadeia de Terra Boa, Stefan dos Reis, que foi condenado pelo crime de homicídio agravado, terá ainda que pagar aos familiares da vítima uma indemnização no valor de dois mil contos e as custas do processo.

Quanto a outras suspeições, nomeadamente de abuso sexual, as autoridades judiciais não chegaram a esta conclusão, tendo sido absolvido do cometimento deste crime.

Na leitura da sentença, o juiz destacou a eficiência da Polícia Judiciária na condução das operações, contando também com um “forte suporte” das câmaras de vigilância e dos dados fornecidos pela operadora CV Móvel, que facilitaram a triangulação da posição e hora, em que o autor da morte de Eliane Pinto esteve na zona do Pantanal e Monte Leão.

Consta que, durante a sua audição na PJ, bem como na audiência de discussão e julgamento, Stefan dos Reis tentou ludibriar as autoridades judiciais, mas as provas eram “fortes e contundentes” e conduziram à sua condenação, com “responsabilidades exclusivas” no crime

Durante a sessão de alegações finais, o Ministério Público havia pedido uma condenação a uma pena superior a 25 anos.

Eliane Pinto, que era aluna do 8ºC, no Complexo Educativo Manuel António Martins (CEMAM), em Santa Maria, morava em Palha Verde, de onde saiu no dia 09 de Dezembro do ano passado para ir à escola, que dista nove quilómetros da casa, e nunca mais voltou, tendo sido encontrada morta na zona de Monte Leão.

SC/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos