Ilha do Sal: Psicólogo clínico considera preocupante situação de stress das pessoas no trabalho

Espargos, 08 Nov (Inforpress) – O psicólogo clínico Carlos Brito considerou de “preocupante” a situação de stress das pessoas no trabalho, que se não for bem tratado, conforme disse, acaba por se transformar numa patologia, provocando desequilíbrio no corpo do ser humano.

Carlos Brito, que além de psicólogo, desempenha as funções de chefe de Bombeiros no Aeroporto Internacional Amílcar Cabral, na ilha do Sal, falava numa palestra, no âmbito do Dia Internacional da Consciencialização do Stress, assinalado a 07 de Novembro, a convite da Câmara Municipal, que quis marcar a efeméride com esta reflexão, também com uma exposição de pintura da artista plástica salense Elizabeth Lopes, radicada em Portugal, há 24 anos, que utiliza a pintura para combater o stress.

Alertando para alguns sintomas que indicam situação de stress, Carlos Brito destaca, por exemplo, a tensão constante, pensamento negativo, falta de concentração, memória fraca, entre outros, sinais que, conforme disse, podem ser controlados, evitando assim chegar ao extremo, a ponto de se necessitar de ajuda de um profissional da área.

“A nível da Europa, mas também a nível de Cabo Verde, a situação do stress no trabalho é preocupante. Stress em si, não é uma doença, mas se não for bem tratado acaba por evoluir para uma patologia”, alertou, lembrando um conceituado especialista, um teólogo, segundo o qual, stress é uma resposta do organismo a um acontecimento que poderá provocar um desequilíbrio do ser humano.

Encarando que todas as pessoas já passaram por uma situação de stress, estes acontecimentos, explica, podem ser provocados tanto por situações positivas como negativas, a nível físico, psicológico e ambiental.

“Temos a tendência de copiar as coisas lá fora, mas essa questão de stress não deve ser copiada ou tomada como referência. Cada caso é um caso e nesse sentido deve ser dado a devida atenção”, acautelou.

Face a um mínimo sinal de stress, o psicólogo Carlos Brito aconselha a ajuda de um profissional, de modo a se evitar mal maior.

O Dia de Consciencialização do Stress comemora-se a 07 de Novembro, tradicionalmente na primeira quarta-feira deste mês.

Criada pela International Stress Management Association (ISMA) em 1998, no Reino Unido, a efeméride tem como propósito fornecer informação sobre o stress e promover a importância do bem-estar para o indivíduo, partilhando estratégias de combate ao stress às organizações e ao indivíduo.

O Dia de Consciencialização do Stress é uma oportunidade para as pessoas começarem a tomar conta de si mesmas, tirando tempo para identificar as pressões individuais a que estão sujeitas e descobrir formas de as eliminar ou reduzir.

A palavra “estresse” tem origem na palavra inglesa “stress”, que significa “pressão”, “tensão” ou “insistência”. É uma reacção do organismo com componentes psicológicos, físicos, mentais e hormonais que ocorre quando surge a necessidade de uma adaptação grande a um evento ou situação de importância.

Ele pode ser causado pela ansiedade e pela depressão devido à mudança brusca no estilo de vida ou à exposição a um determinado ambiente, que leva a pessoa a sentir um determinado tipo de angústia.

SC/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos