Ilha do Sal: Proporcionar sentido e dignidade ao envelhecimento constitui um dos maiores desafios para a política da saúde – DNS

 

Espargos, 27 Set (Inforpress) – A directora nacional da Saúde considerou hoje na ilha do Sal que proporcionar sentido e dignidade ao envelhecimento constitui um dos maiores desafios da actualidade e para a política de saúde cujos sistemas de sanidade devem estar preparados.

Maria da Luz Lima falava esta manhã no acto de abertura de uma formação de voluntários para participação na prestação de cuidados aos idosos, promovida pela Cruz Vermelha de Cabo Verde, no âmbito da celebração do Dia Mundial do Idoso, assinalado a 01 de Outubro.

“Esta é uma afirmação da Organização Mundial da Saúde em 2015. Em Cabo Verde, a transição demográfica em curso aponta para uma frequência cada vez maior de pessoas com idade superior aos 65 anos, de acordo com o senso 2010, representando 7,7 por cento da população residente”, informou.

Perante essa estatística, e com o aumento da esperança de vida em Cabo Verde, a responsável, aponta que os dados também mostram que essa percentagem aumentará “rapidamente”.

Entretanto, acautelando que, se por um lado, o processo de envelhecimento é bom, já que permite desfrutar da família, das belezas do mundo, por outro lado, este facto, disse, representa “um grande” desafio para os sistemas nacionais de saúde e para o sistema nacional de saúde cabo-verdiano.

Isto porque, explica, há demandas específicas da população nesse grupo etário em matéria da saúde, na vertente da promoção e prevenção de doença, na redução das doenças crónicas e degenerativas –  próprias da longevidade -, a par do desafio de garantir o “máximo” de bem-estar possível, à medida que a idade avança.

“Isso implica, sensibilizar os sucessivos governos, as entidades públicas, informar e educar as famílias e comunidades relativamente às actividades de promoção da saúde, de prevenção das doenças e suas complicações, bem como garantir o controlo das mesmas, nas instituições sanitárias, de preferência nos cuidados de saúde primários”, frisou.

Considerando que se trata de uma formação “muito importante”, Maria da Luz conclui, realçando que a promoção do envelhecimento activo e saudável compõe um objectivo para o desenvolvimento sustentável, isto é, assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar a todos e todas, em todas as idades… é compromisso assumido pelo Governo, através do Ministério da Saúde e Segurança Social.

Por sua vez, e em representação da Câmara Municipal do Sal, o vereador da área social que presidiu o acto de abertura desta acção de formação, Jucelino Cardoso, garantiu que enquanto servidores públicos, continuarão a dar assistência médica e medicamentosa, fisioterapias, refeições quentes, actividades culturais, reabilitação das suas moradias, entre outras precisões, à terceira idade.

“Temos que cuidar dos nossos idosos com amor e carinho. Se somos o que somos hoje é graças aos nossos idosos. Que continuemos firmes nessa caminhada em prol da sua felicidade”, enfatizou.

A mensagem do dia do idoso é passar mais carinho aos idosos, “muitas vezes” esquecidos pela sociedade e pela família.

SC/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos