Ilha do Sal: Procurador-geral da República inteira-se das condições e constrangimentos da comarca

Espargos, 26 Nov (Inforpress) – O Procurador-geral da República encontra-se de visita ao Sal para se inteirar da situação da comarca, tendo admitido, hoje, a necessidade de mais magistrados e oficiais de justiça, bem como a construção de um Palácio na ilha.

Depois de visitar as comarcas do interior de Santiago, Luís Tavares Landim disse que só agora foi possível vir ao Sal conhecer a realidade local, as dificuldades em pessoal e instalações, entre outros aspectos, dado ao contexto da pandemia da covid-19 que se vive no País.

Além de, na manhã de hoje, ter-se inteirado da situação do Tribunal do Sal, Luís Tavares Landim visitou outras instituições ligadas directamente ao Ministério Publico, nomeadamente a Polícia Nacional, Policia Judiciária e a Delegação do Instituto Cabo-verdiano de Menores e Adolescentes (ICCA), tendo, desta vez, afastado a possibilidade de uma visita à cadeia regional do Sal.

Ao constatar a situação da justiça na ilha, Luís Tavares Landim, que é também presidente do Conselho Superior do Ministério Público (CSMP), admitiu a necessidade de se reforçar o número de magistrados e oficiais de justiça, bem ainda a construção de um Palácio de Justiça, de raiz, tendo em conta a dimensão da comarca local.

“Há essa ideia do Governo no sentido da construção de um Palácio de Justiça, de raiz, e temos informação que há já um espaço identificado para o efeito, o que vai ser muito bom para a ilha do Sal e para a justiça de uma forma geral”, considerou.

“Porque na verdade não há grandes condições no sítio onde estamos. A ilha cresce, a comarca cresce, os processos crescem (…) e há que dar respostas e respostas céleres”, reforçou, reiterando a necessidade de mais um magistrado na ilha para fazer face à demanda.

SC/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos