Ilha do Sal: Praça de Socol acolhe actividades de sensibilização sobre a importância do aleitamento materno

 

Espargos, 05 Ago (Inforpress) – A Praça Socol, na cidade dos Espargos, na ilha do Sal, acolhe hoje uma actividade para consciencializar as mulheres sobre a importância do aleitamento materno, no âmbito do 1º de Agosto, Dia Mundial da Amamentação.

Promovido pela Delegacia de Saúde local, a nutricionista Rosa Gomes explica que a ideia de realizar a actividade ao ar livre, é justamente para quebrar o tabú, o preconceito de que mama é símbolo sexual, mostrando as mães que podem e devem amamentar seus filhos em qualquer lugar, dentro ou fora de casa, garantindo assim melhor qualidade de vida à criança.

“Estamos a tentar fazer um trabalho de sensibilização bem profundo em relação ao aleitamento materno, porque estudos indicam que a nível mundial, as mães estão a amamentar os filhos cada vez menos”, apontou.

Para ilustrar, Rosa Gomes refere que em 1960, 90% das mães amamentavam seus filhos, nos anos 70, 70%, em 1990, 50%, entretanto em 2000 a quebra é notória, já que, à escala mundial, apenas 20% das mães amamentam os filhos.

“Por isso queremos despertar nas progenitoras a importância e necessidade de amamentação, mostrando que o aleitamento materno tem as suas influências e benefícios na criança a longo, curto e médio, prazos”, sublinhou.

Comemorada dentro da Semana Mundial de Aleitamento Materno, de 01 a 07 de Agosto, sob o lema “Juntos pela amamentação”, a Rosa Gomes apela a todas as mães com criança ao colo e a amamentar, a se dirigirem à praça da Socol, e amamentar seus filhos a olhos de todos de modo a quebrar o preconceito, que mama é símbolo sexual.

“Não há que ter vergonha. Não estão a cometer nenhum tipo de crime ou erro, muito menos a desrespeitar alguém a volta. Mama não é sinónimo de símbolo sexual. As mães estão a amamentar os filhos. Um acto de amor, não importa quem vê. Dê mama aonde quiser… quebrem o preconceito”, encorajou.

Nesta actividade a equipa vai passar informações quanto à postura, à pega dos mamilos… para que as mães possam confortavelmente amamentar seus filhos na idade de amamentação.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a amamentação é a principal forma de fornecer ao bebé os nutrientes necessários para sua sobrevivência e seu desenvolvimento.

Nos primeiros seis meses de vida, deve ocorrer o aleitamento materno exclusivo, sem a complementação com nenhum alimento.

SC/FP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos