Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Ilha do Sal: Operadores estão a olhar para Cabo Verde como um destino seguro – director-geral turismo (c/áudio)

Espargos, 25 Out. (Inforpress) – O director-geral do Turismo e Transportes, Francisco Martins, considerou este fim-de-semana, no Sal, que Cabo Verde está a figurar nas preferências dos países emissores, e que os operadores estão a olhar para o arquipélago como um destino seguro.

Francisco Martins falava à imprensa a propósito da chegada do voo charter inaugural, em modo Fam Trip, proveniente da Bulgária que experimenta Cabo Verde enquanto destino turístico, promovido pelo Operador LUXUTOUR, em colaboração com a companhia Bul Air.

Para o responsável, segundo o qual Cabo Verde está a figurar nas preferências dos países emissores de turistas, isso é consequência do trabalho que vem sendo feito pelo Governo, através do Ministério do Turismo, e do Ministério da Saúde na preparação do País para cumprir os requisitos da Organização Mundial da Saúde (OMS), em termos de medidas de segurança sanitária.

“Fazendo de Cabo Verde um destino apetecível, mas sobretudo seguro a nível sanitário. A TUI já iniciou as operações tanto do Reino Unido como da Holanda, e várias outras companhias, nomeadamente a Lux Air e a Transavia estão também a preparar-se para iniciar as operações para o País”, indicou.

“Dando um sinal claro que Cabo Verde manteve a sua qualidade perante os operadores e conseguiu fazer aquilo que muitos países procuram fazer que é estar preparado com todas as condições sanitárias”, sublinhou, acentuando, entretanto, que um dos critérios que mais pesou foi o plano de vacinação que o Governo conseguiu pôr em prática, atingindo cerca de 80 por cento da população vacinada com a primeira dose.

Segundo Francisco Martins, isso mostra que Cabo Verde está em condições de garantir que os visitantes, os turistas venham ao País de forma segura, acrescentando, por outro lado, que a estratégia do Governo, é na diversificação do turismo, na emissão de novos destinos, como a República Checa, Polónia, Rússia, Hungria, entre outros.

“De forma a termos um turismo mais diversificado, resiliente e competitivo… abranger a todas as ilhas, para além de Sal e Boa Vista. Queremos que o turismo seja uma realidade de Santo Antão a Brava. Vamos continuar o nosso trabalho, empenhar em ter o País preparado para a retoma económica, por forma a que as famílias possam voltar à sua vida normal”, almejou. 

Ciente de que a diversificação do turismo passa por vários aspectos, na criação de novos produtos, que não apenas sol e praia, Francisco Martins referiu que o Governo tem em preparação um plano para o turismo residencial, uma forma, conforme considerou, de se fazer mais alojamentos, mas também qualificar o destino.

“Queremos diversificar a nível do turismo histórico, gastronómico, cultural, turismo associado ao desporto náutico, de montanha… Cabo Verde tem uma diversidade incrível que podemos de facto aproveitar, com foco na sustentabilidade”, frisou.

Os 180 passageiros dos quais 20 integram uma FAMTRIP composta por representantes de agências de viagem, profissionais dos média e promotores, aterraram este sábado no Aeroporto Amílcar Cabral, no voo inaugural proveniente da Bulgária, com o objectivo de conhecer a realidade da ilha, as infra-estruturas e as condições oferecidas para que possam promover o destino Cabo Verde na Bulgária.

SC/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos