Ilha do Sal: Novo presidente da Associação de Guias Turístico põe foco na capacitação e qualificação dos profissionais da área (c/áudio)

Espargos, 18 Dez (Inforpress) – O novo presidente da Associação de Guias e Animadores Turísticos de Cabo Verde, denominada Guiantur, tem como principal foco a capacitação e qualificação dos profissionais da área, particularmente a nível da formação associativa e educação financeira.

Ulissandro Reis manifestou esta intenção, hoje, no acto de tomada de posse dos novos órgãos sociais que, conforme disse, assinalará o começo de mais “um novo capítulo” em prol da melhoria da qualidade da oferta do destino.

Segundo Ulissandro Reis, não obstante a classe, outras áreas e sectores de actividade estarem a passar por uma “fase difícil” dado o contexto de pandemia da covid-19, a conjuntura é também de “muita aprendizagem”, já que permitiu o desenvolvimento de “coisas importantes”, como por exemplo a reactivação da associação que se encontrava há algum tempo inactiva.

“Apesar de estarmos a passar por um mau momento, o caminho se faz caminhando, e estamos num bom rumo. Intensificou-se o processo de formação dos guias…, e ao sair desta fase de pandemia, vamos ter guias mais capacitados, com outra visão e sentido de responsabilidade”, concretizou.

O associativista que aposta na qualificação dos profissionais, particularmente a nível da formação associativa e educação financeira, defende, também a implementação da carteira profissional e a criação de um código deontológico, visando uma nova postura dos guias, que diariamente, reforçou, lidam com mais de três mil turistas.

“É isso que nos falta. Se tivéssemos, por exemplo, uma educação financeira, neste momento, estaríamos melhor preparados para enfrentar e vencer as dificuldades por que hoje passamos, impostas pela crise”, analisou.

Também para a administradora do Instituto do Turismo, Zilca Paiva, presente no acto, “aprendeu-se muito” com a pandemia, considerando os vários desafios e o “quão impactante” foi a nível das receitas e movimentação turísticas.

“Tanto que todas as metas antes estabelecidas pelo Governo foram comprometidas, mas toda a reflexão nessa altura de paragem obrigou-nos, efectivamente, a olhar para dentro, a olhar com outros olhos os profissionais do turismo, e a olhar como tirar melhor proveito dos nossos recursos”, ponderou.

Da parte do Instituto do Turismo, enquanto entidade que regula, mas também mobiliza um conjunto de ferramentas para que os guias possam realizar a sua actividade em pleno, Zilca Paiva reiterou toda a abertura e disponibilidade para apoiar os guias nesta fase, resgatar a confiança e mostrar que Cabo Verde é um destino seguro.

Já a vereadora da câmara do Sal para o pelouro das Finanças Municipal, Planeamento Económico e Economia Local, Carla Carvalhal, que presidiu a cerimónia, felicitando a reactivação da organização dos guias, disse que a ilha do Sal vai sair reforçada dessa crise.

“Perdemos muito, mas vamos também ganhar muita coisa. Porque neste período conseguimos elevar o nível que temos na ilha, em temos de oferta, nível sanitário, a todos os níveis (…). Quando estamos a melhorar a qualidade estamos também a melhorar a oferta turística”, frisou.

Segundo a responsável camarária, isso vai permitir conseguir os ganhos que tanto se almeja e consolidar o turismo na ilha.

SC/DR

Inforpress/Fim

 

 

 

 

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos