Ilha do Sal: Museu do Sal vai sofrer transformações visando a valorização da memória histórica da ilha

Espargos, 07 Jan (Inforpress) – O director de Museologia e Museu, do Instituto do Património Cultural, encontra-se no Sal, onde terá encontros para discussão do projecto Museu do Sal e reorganização do conteúdo expositivo, no âmbito do projecto Museus de Cabo Verde.

O Museu do Sal está instalado no edifício do Centro Cultural da cidade de Santa Maria, uma estrutura emblemática, de interesse histórico que antecede o séc. XX, e a ideia é transformá-lo num espaço para valorização e promoção da memória histórica da ilha do Sal.

Nesta base, segundo Adilson Dias, para quem o museu do Sal tem um “conteúdo rico”, é preciso agora trabalhar o que já existe visando a sua valorização.

“Temos aqui um conteúdo que precisa ser trabalhado, melhorar aquilo que são os textos, trabalhar mais na valorização dos objectos (… ), e as intervenções que vamos propor dentro do projecto Museus de Cabo Verde vão nesse sentido”, apontou.

Informando que já existe um draft daquilo que é a ideia do projecto, tanto a nível de arquitectura como a nível museológico e museográfico, Adilson Dias disse que nesse momento a missão é avaliar esse draft e ver se as ideias propostas no projecto adequam àquilo que é a necessidade do Museu do Sal.

“Estamos a falar do Museu do Sal e o Museu do Sal tem que representar a ilha do Sal. Um cidadão comum desta ilha ao entrar no museu tem que se rever e dizer: esta é a minha casa. É isso que queremos trazer aqui”, sublinhou, observando que as “críticas construtivas” que têm recebido vão ajudando na construção do museu, embora a ambição, conforme disse, não seja ter tudo de uma só vez, já que é todo um percurso.

“O museu começou em 2014. Vamos percorrendo etapas, melhorando esse conteúdo, visando a salvaguarda daquilo que é a memória de Cabo Verde e a memória da ilha do Sal”, concretizou, prognosticando, dentro desse projecto, trazer Cabo Verde para o Museu do Sal, atendendo que muitas vezes os turistas não têm oportunidade de conhecer todas as ilhas.

Entendendo não avançar o custo dessas intervenções, Adilson Dias vai dizendo, entretanto, que a perspectiva é que em 2019 o Museu do Sal esteja apetrechado com os conteúdos advenientes dessas operações.

Adilson Dias aproveita ainda a sua deslocação ao Sal para fazer um ponto de situação do andamento dos projectos de reabilitação dos edifícios históricos integrados no Eixo IV do PRRA, designadamente o antigo edifício da Câmara Municipal e o património industrial de Salinas de Pedra de Lume.

O Museu do Sal tem por vocação a investigação, recolha de colecção, documentação, catalogação e conversação de bens culturais de valor patrimonial ligados à história e cultura da ilha.

No espaço está patente uma exposição de longa duração, cujo acervo é constituído por colecções de diferentes temáticas, nomeadamente etnográficas, aviação, hotelaria e indústria salineira.

SC/JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos