Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Ilha do Sal: Moradores do Alto de Electra dizem-se “indignados” com situação de mancha de esgoto que “inunda” a zona

Espargos, 21 Ago. (Inforpress) – Os moradores do Alto de Electra, no Sal, manifestaram-se, hoje, “indignados” com uma situação de mancha de esgoto a “inundar” a zona, problema que vem se arrastando “há muito tempo”, e “ignorado” pelas autoridades competentes.

As imagens mostram as águas libertadas da fossa do Complexo Casa para Todos, “completamente escuras e fedorentas”, provocando presença de vegetação selvagem.

Quem passa por esses lados, aliás zona bastante movimentada, já que de acesso ao centro de Espargos, ao Liceu Olavo Moniz, à Pretória, ao Estádio Marcelo Leitão, também de acesso ao Hospital Ramiro Alves Figueira, está obrigado a tapar o nariz para não inalar o fedor.

Os moradores, especialmente, dizem-se cansados com a situação, já que “não é nada agradável” conviver com esgoto a céu aberto, “mau cheiro e risco de doenças”, cujo rastro da água suja que transborda do esgoto lança uma faixa negra com fedor que se estende até certo ponto da zona, “incomoda e tira a qualidade de vida às pessoas”.

“Sim, porque, com o calor que se faz sentir é impossível abrir as janelas para entrar ar fresco. Ao invés disso é o mau cheiro que toma conta do interior da casa. A câmara do Sal e o IFH devem pautar-se para um melhor zelo e preocupação de forma a encontrarem uma solução. É vergonhoso (…)”, exteriorizou Adélia, uma das moradoras da zona.

“A esta altura do campeonato não há que achar o culpado. A câmara prometeu melhorar a qualidade e condições de vida da população (…) não é só fazer calçada, pedonal (…) deve encontrar também solução para este tipo de problema. Políticos são todos iguais”, desabafou Leandra, outra moradora.

A Inforpress soube que o carro da Empresa Águas de Ponta Preta (APP) vem, semanalmente, esvaziar a fossa, porém, tentou ouvir o responsável camarário para a área, bem como o do IFH, na cidade da Praia, mas sem sucesso.

SC/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos