Ilha do Sal: Mais de 300 turistas polacos inauguram Hotel Riu Palace Santa Maria

Santa Maria, 15 Mar. (Inforpress) – O Hotel Riu Palace Santa Maria, no Sal, é mais um empreendimento do Grupo Espanhol RIU, que domingo abriu as portas, com a recepção de 320 turistas polacos, marcando a abertura do hotel, em contexto de pandemia.

Depois de vários meses de paralisação por causa da pandemia de covid-19, a RIU reactiva a sua actividade em Cabo Verde com a abertura do Riu Palace Santa Maria.

Os primeiros clientes foram recebidos com muita alegria ao som do Funaná e com as medidas de segurança que se impõe.

Este empreendimento turístico, o mais novo e luxuoso hotel na ilha do Sal, que custou cerca de 90 milhões de euros, possui 1001 quartos distribuídos por seis blocos, cinco piscinas, um parque aquático, spa, cinco restaurantes e sete bares, e deverá empregar a volta de 600 pessoas.

O Grupo RIU possui três hotéis na ilha do Sal, com uma capacidade total de 4.800 camas, mas devido à fraca movimentação, provocada pela pandemia, somente o Riu Palace Santa Maria, ora inaugurado, com capacidade para 2.250 clientes, vai estar de portas abertas, mas com número reduzido de empregados.

Para os investidores, a construção e entrada em funcionamento do hotel que operará em regime de tudo incluído, 24 horas por dia, é um “sinal de enorme confiança” em Cabo Verde.

Alguns turistas que dizem visitar o Sal nesta altura do ano, sobretudo, para fugir ao frio da Europa, questionados se não receiam viajar tendo em conta a situação de pandemia, responderam negativamente, observando que o risco de se apanhar o vírus, é em todo o lado, quer na Polónia, em Cabo Verde, ou noutro sítio, confiantes, entretanto, na realização dos testes.

Os turistas provenientes da Polónia chegaram em dois voos e a programação aponta para que a ligação continue a ser feita nas próximas semanas.

A reabertura é possível graças à programação da TUI Polónia que opera dois voos semanais a partir deste dia 14 Março.

Com este novo hotel, RIU já soma seis estabelecimentos na sua cadeia em Cabo Verde, tendo três na ilha do Sal e outros três na ilha da Boa Vista, com uma capacidade de mais de 3.500 quartos naquela ilha.

Depois de um recorde de 819 mil turistas em 2019, Cabo Verde perdeu, segundo estimativas do Governo, mais de meio milhão de turistas em 2020, devido à pandemia, estimando iniciar a recuperação da atracção turística, sector que garante 25% do Produto Interno Bruto (PIB) cabo-verdiano, ao longo de 2021.

SC/ZS

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos