Ilha do Sal: Karaté precisa de uma nova dinâmica pelo que campeonato regional terá cunho diferenciado – Daniel de Pina (c/áudio)

Espargos, 12 Mai (Inforpress) – O presidente do conselho técnico da Associação Regional de Karaté da Ilha do Sal (ARKIS) considerou hoje que o karaté precisa de uma nova dinâmica, pelo que o Campeonato Regional de Karaté Sal-2022 terá “um cunho diferenciado”.

Daniel de Pina fez essas considerações durante uma conferência de imprensa para anunciar a realização do Campeonato Regional de Karaté, a acontecer este fim-de-semana, 14 e 15, no Polidesportivo, nos Espargos, após um período de inactividade, provocada pela pandemia da covid-19, homenageando o empresário Patone Lobo.

“Vamos fazer tudo para que seja um campeonato diferenciado, comparado com os anteriormente realizados… não melhor, mas diferenciado porque o karaté precisa de uma nova dinâmica, e os atletas sentirem-se orgulhosos da sua participação no campeonato”, manifestou, ostentando as medalhas confeccionadas no exterior.

Explicou que a competição, com entrada grátis, está mais focada na técnica Kumite, enquanto Katá estará representada em apenas uma categoria, abrindo-se também espaço a crianças com necessidades especiais.

“Kumite vai ser disputada em várias categorias, nomeadamente pré-infantil, infantil, iniciados, sub-10, sub-12, cadetes, categoria já de competição, internacional, júnior, sénior, e Open misto de atletas onde qualquer das categorias poderão participar, mesmo que não sejam karatecas do Sal”, indicou.

A mesma fonte acrescentou, por outro lado, que além do Open, realizado pela primeira vez no campeonato de karaté, outra estreia no campeonato, na ilha, será a competição por equipas, isto é, Espargos contra Santa Maria, num total de quatro atletas por cada grupo.

Daniel Pina concluiu referindo que a homenagem a Patone Lobo é por ele ser um amante da modalidade, e um sinal de reconhecimento pelo que tem feito em prol do desenvolvimento do karaté, além de ter sido o primeiro presidente da AKIS.

“Vai ser um grande espectáculo de karaté. Faltar é perder”, instigou.

O mestre em Karaté Daniel Pina foi premiado em Novembro de 2019 em Barcelona como o melhor mestre do ano em artes marciais, durante a gala Internacional Barcelona hall of Honors, tendo, na altura, dedicado o prémio a Cabo Verde.

Sensei de duas escolas da modalidade na ilha do Sal, Daniel Pina vem sendo desde 2014 nomeado e distinguido com este prémio, cuja distinção é consagrada a pessoas que têm feito algo para o desenvolvimento das artes marciais no seu país e consequentemente no mundo.

Designer gráfico de profissão, o sensei Daniel abandonou o ofício para se dedicar totalmente às artes marciais, trabalho que tem feito com “amor e dedicação” em prol do crescimento e aperfeiçoamento da modalidade na ilha e no País.

SC/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos