Ilha do Sal: Inspecção do Trabalho acautela empresas a ter trabalhadores o mais longe possível dos riscos (c/áudio)

Espargos, 22 Abr (Inforpress) – O inspector-geral do Trabalho chamou hoje a atenção das empresas, na ilha do Sal, no sentido de tomarem sempre medidas necessárias para colocar os seus trabalhadores o “mais distante” possível dos riscos.

Anildo Fortes fez essa advertência hoje na sua intervenção de ocasião, no acto de abertura da VIII Semana Nacional de Prevenção e Segurança no Trabalho, presidida pela ministra da tutela, Janine Lélis, no salão nobre dos Paços do Concelho.

“Não restam dúvidas de que a educação, a formação, investigação, elaboração de programas de prevenção dos riscos, a fiscalização, são algumas das medidas que contribuem para melhorar a qualidade de vida dos trabalhadores, proporcionando um bem-estar tanto físico quanto emocional e um ambiente de trabalho seguro”, exteriorizou.

Neste contexto, o responsável fez questão de salientar que os dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT) sobre acidentes de trabalho e doenças profissionais obrigam a uma reflexão sobre a melhor forma de se prevenir para evitar ou reduzir os riscos nos locais de trabalho.

“A sociedade em geral, os trabalhadores e as entidades empregadoras, em particular, devem encarar as obrigações em matéria de segurança e saúde no trabalho como um investimento e não como um mero custo, e deste modo tomar sempre medidas necessárias para colocar os trabalhadores o mais distante possível dos riscos”, reiterou.

Chamando essa atenção, Anildo Fortes refrescou que são vários os factores que estão na origem dos acidentes de trabalho e das doenças profissionais, isto é, desde físicos e humanos, associados aos riscos mecânicos, químicos, ergonómicos e psicossociais.

“A Inspecção do Trabalho vem cumprindo o seu papel, não apenas exercendo a sua competência em matéria de fiscalização, mas também realizando acções de promoção, difusão e sensibilização para as boas práticas no que toca as condições de trabalho”, assegurou.

Admitindo que o exercício de qualquer actividade profissional está sujeito a determinados riscos que podem causar danos na saúde do trabalhador, nomeadamente acidente de trabalho, doença profissional, ou outra doença ligada ao trabalho, Anildo Fortes, estriba-se no lema deste ano “Seja prudente, a sua família não o quer ausente”, em jeito de ponderação e alerta.

Com um leque de actividades na agenda, a VIII Semana Nacional de Prevenção e Segurança no Trabalho iniciou com esta conferência devendo prolongar-se até sexta-feira, 26.

“Todos os anos realizamos a Semana Nacional de Prevenção e Segurança no Trabalho com o objectivo de chamar a atenção para as matérias sobre segurança no trabalho, mas também como forma de homenagear todas as vítimas de acidentes de trabalho”, concluiu.

SC/FP

Inforpress/Fim

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos