Ilha do Sal: INMG com novo PCCS que vai permitir melhoria da vida profissional dos colaboradores – responsável (c/áudio)

Espargos, 14 Jan (Inforpress) – Os colaboradores do Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica (INMG) dispõem de um novo Plano de Cargos Carreiras e Salários (PCCS), instrumento que pretende fazer justiça, estabelecer equilíbrio e reposição dos direitos laborais, segundo a presidente da instituição.

Depois de vários anos de luta laboral, os profissionais do Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica vêem-se protegidos pelo tão esperado novo PCCS, cujo documento foi publicado no Boletim Oficial, no início desta semana, e apresentado hoje, nos Espargos, ilha do Sal.

Regozijando-se com a medida, a presidente do Conselho de Administração do INMG, Maria da Cruz Soares, explicou em conferência de imprensa que o anterior PCCS, data de 2001, e volvidos cerca de 20 anos da sua entrada em vigor, o mesmo carecia de uma revisão e actualização, de modo a adequá-lo à nova estrutura de cargos imposta pela nova Lei de Bases da Administração Pública e pelo PCCS do regime geral, aprovados em 2009 e 2013, respectivamente.

“O actual Conselho de Administração do INMG regozija-se com esta medida que considera um grande ganho para a sua administração e para todos os colaboradores do instituto”, manifestou, sublinhando, que a actualização do PCCS foi uma das principais metas estabelecidas, desde a tomada de posse em Setembro de 2018.

“De modo a estabelecer uma estrutura de cargos e carreiras equitativas, de remuneração e promoção equilibradas, sustentadas no mérito, com vista a uma gestão eficiente e maior qualidade dos serviços prestados”, reforçou, assegurando que o novo PCCS agrada à maioria dos trabalhadores dessa instituição.

Segundo Maria da Cruz Soares, a medida terá um impacto financeiro “considerável” no INMG, permitindo, entretanto, a melhoria da vida profissional dos colaboradores, particularmente no que diz respeito ao montante resultante do reenquadramento salarial, onde os trabalhadores recuperaram o seu rendimento.

“O novo PCCS do INMG, publicado no início desta semana, B.O. no 02, I Série, Portaria no04/2021, de 11 de Janeiro, promove a normatização dos critérios para evolução profissional nos cargos da organização, eliminando as incoerências e distorções passíveis de causar desequilíbrios salariais ou insatisfações”, concretizou.

Acrescenta, por outro lado, que este considerado “importante instrumento” para a gestão dos recursos humanos, traz ainda o enquadramento legal “necessário” para a devida atualização da tabela salarial.

“Bem como os mecanismos de gestão do desempenho, de desenvolvimento profissional, capacitação e desenvolvimento de competências, alinhados com o modelo recomendado pelo Decreto-lei nº 9/2013 que aprova o Plano de Cargos, Carreiras e Salários da Administração Pública, e a nova estrutura de classificação do pessoal meteorologista recomendado pela Organização Mundial da Meteorologia”, comentou.

SC/DR

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos