Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Ilha do Sal: Hospital Ramiro Alves Figueira e Associação DAS rubricam protocolo na área da saúde ocular

 

Espargos, 23 Out (Inforpress) – O Hospital Ramiro Alves Figueira, na ilha do Sal e a Associação Desenvolvimento, Ambiente & Saúde (DAS), ONG portuguesa, rubricaram hoje um protocolo na área da saúde ocular, visando aumentar as valências e melhorar a saúde ocular da população.

O protocolo que propõe dotar o Hospital do Sal de um microcentro cirúrgico ocular, abrangendo também a área de formação, foi rubricado pelo director do Hospital Regional, Hélder Almada e o presidente da DAS, Albino Pedrosa da Silva.

Numa primeira fase da cooperação, as intervenções vão ser a nível de cataratas, depois a diabéticos e, posteriormente, já numa etapa mais avançada, casos complexos como de glaucoma, cirurgia de retina… que exigem equipamentos mais sofisticados.

Segundo o director do hospital do Sal, para quem este protocolo vem em boa hora, os desafios que se impõem na saúde só poderão ser vencidos com parcerias público-privados já que o Estado, só, “não consegue” colmatar as deficiências e providenciar os recursos.

“Nossa satisfação é maior quando analisamos as valências que se propõe, designadamente dotação de equipamentos de alta tecnologia, deslocação de médicos, cirurgiões  oftalmológicos a Cabo Verde, formação profissional em hospitais ou clínicas portuguesas, criação de uma óptica em parceria com o Hospital do Sal  para fornecimento de óculos (lentes e armações) a baixo custo destinados a doentes com menores recursos financeiros, sem prejuízo de atendimento a outros extratos da população, ente outras valências”, sublinhou.

Helder Almada enfatizou, que com esta cooperação poder-se-á, “finalmente”, rentabilizar um recurso “importante” ao serviço dos que procuram o hospital e necessitam de cuidados nesta área.

Por sua vez, o cirurgião oftalmológico Paulo Nunes, membro fundador da DAS e mentor desta cooperação, que irá periodicamente deslocar-se ao Sal para consultas e cirurgias oftalmológicas, disse que “é importante” poder partilhar conhecimentos já que o saber “não é de ninguém, é recebido, trabalhado, desenvolvido e depois oferecido os pares ou a quem dele precisa.

“E nós como médicos sentimos isso na nossa missão, no nosso dia a dia. Assim, estamos aqui para dar início a esta nova realidade, para poder ajudar os nossos doentes, que muitas vezes são cegos. A oftalmologia foi das áreas que mais evoluiu na medicina. E, em mercê dessa tecnologia nós podemos, facilmente, pôr um doente que está cego, a ver em poucos minutos. Se é em Portugal… pode também ser feito aqui, perfeitamente”, manifestou.

A Associação DAS – Desenvolvimento, Ambiente & Saúde, é uma ONG – Organização não-governamental, com sede no Concelho de Sintra, Portugal e Delegação na Cidade dos Espargos.

SC/FP

Inforpress/Fim

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos