Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Ilha do Sal: Governo recorre a requisição civil durante a greve dos trabalhadores do INMG

Espargos, 27 Jan (Inforpress) – O Governo recorre a requisição civil para assegurar os serviços mínimos considerados indispensáveis, na sequência da anunciada greve de dois dias dos trabalhadores do Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica (INMG) programada para esta terça-feira.

A greve dos trabalhadores do INMG deve-se a algumas reclamações, nomeadamente reposição imediata do subsídio de produtividade, referente a 2018 (45%) e os 100% referentes ao ano de 2019, descongelamento imediato das carreiras e salários, congelados “há mais de 10 anos”, progressões na carreira, já que o PCCS em vigor prevê a progressão dos trabalhadores de 4 em 4 anos, sendo que a última foi feita em 2009, com efeito a 2008, entre outras.

Perante o pré-aviso de greve anunciado pelo Sindicato dos Transportes, Comunicações e Administração Pública (SINTCAP), em representação dos trabalhadores do INMG, o Governo decidiu para a requisição civil, já que, refere, as informações meteorológicas “são vitais” para a navegação aérea, no espaço aéreo sob a responsabilidade de Cabo Verde, concretamente no que tange à observação, tratamento, análise e difusão dos dados.

Trata-se de um “serviço essencial” para a segurança das operações aéreas que contribui para “o conforto” dos passageiros e que facilita o estabelecimento de rotas da aeronave, argumenta o Governo.

Nesta medida, considera-se indispensável assegurar a prestação de serviço meteorológico necessário para a realização dos voos programados, e evitar interrupções no transporte aéreo que causariam “grandes perdas económicas” aos usuários e ao país.

A greve realizar-se-á, nos dias 28 e 29 com início às 07:30 devendo terminar pelas 24:00 do dia 29.

A sindicalista Maria de Brito apela os trabalhadores do INMG a se manterem “unidos e solidários” e a participarem, massivamente, nesta luta.

SC/FP

Inforpress/Fim

 

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos