Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Ilha do Sal: Fundo de Descentralização vai permitir acelerar projecto de ligação de água à rede domiciliária – autarca (c/áudio)

Espargos, 21 Mai (Inforpress) – O presidente da Câmara Municipal do Sal, Júlio Lopes, assegurou hoje que o Fundo de Descentralização, financiado pela cooperação luxemburguesa, vai permitir acelerar o projecto local, denominado “Uma casa uma torneira”.

O autarca falava à Inforpress a propósito do lançamento do Fundo de Descentralização, programa de apoio aos municípios e associações locais na implementação de projectos destinados à luta contra a pobreza e melhoria da qualidade de vida das pessoas.

O edil salense disse ter participado esta quarta-feira num videoconferência com a cooperação luxemburguesa, PNUD, Associação Nacional dos Municípios de Cabo Verde (ANMCV) e o Ministério das Finanças, esclarecendo que este financiamento vai contemplar o Sal e outros municípios do País com uma fatia de 10.500 contos.

Segundo Júlio Lopes, este montante deverá ser aplicado para o desenvolvimento de projectos relacionados com o combate à pobreza, que impliquem a participação de pequenos operadores privados, e a sustentabilidade ambiental.

No caso do Sal, considerando o objectivo de contemplar todas as casas na ilha com água canalizada, em todas as zonas e localidades, desde Santa Maria, Pedra de Lume, Palmeira e Espargos, o autarca afiançou que este montante deverá ser orientado para o desenvolvimento deste projecto.

“Já fizemos um avanço enorme. Centenas de casas já têm água canalizada, mas ainda há casas por fazer essa ligação. Por conseguinte, o nosso projecto vai ser relacionado com a água. Para que todas as casas possam ter acesso a esse bem precioso”, sublinhou.

Júlio Lopes destacou ainda a possibilidade de outras zonas como Praia de Net, Fonte Riba, Rua Norte da Palmeira, e algumas casas nos Espargos, nomeadamente Chã de Matias, serem, igualmente, contempladas com ligação de água à rede domiciliária, com o financiamento do Fundo de Descentralização, que vai impulsionar aquilo que tem sido feito a nível do desenvolvimento local.

“As obras estão em curso, e com esse apoio podemos reforçar mais esse nosso projecto de ligação de água à rede domiciliária”, prognosticou.

“A água é um bem importante. Eu não concebo uma ilha como o Sal em que ainda as pessoas vão apanhar água nos fontenários. O nosso objectivo é que os nossos fontenários fiquem apenas como museu”, manifestou.

O autarca informou que o Governo e a cooperação luxemburguesa estão a trabalhar para apresentar o projecto no Sal, no próximo mês.

“Da nossa parte o projecto está pronto, está em curso. Se esse apoio vier (…) apenas vai acelerar o cumprimento desse objectivo da Câmara Municipal do Sal”, concretizou.

O Fundo de Descentralização disponibilizará um total de 2.800.000 euros para financiar projectos a associações e câmaras municipais, 2.300.000 euros divididos para todos os 22 municípios do Pais.

De acordo com o Governo, o programa procura financiar projectos identificados e priorizados conjuntamente pelas câmaras e associações locais, e que se encontram nos Planos Estratégicos Municipais de Desenvolvimento Sustentável (PEMDS)  já aprovados.

Os projectos terão uma duração de 12 a 18 meses e um prazo de implementação até 31 de Julho de 2022.

SC/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos