Ilha do Sal: Festival Literatura Mundo-Sal apresenta oito palestras e diálogos temáticos envolvendo 25 participantes

Espargos, 09 Jun (Inforpress) – A 4ª edição do Festival da Literatura Mundo-Sal (FLMSal), que decorrerá de 16 a 19, em Santa Maria, regressa com apresentação de oito palestras, diálogos temáticos, exposição de livros, exibição de documentário, entre outras actividades.

Interrompido durante dois anos por causa da pandemia da covid-19, o evento literário é promovido pela Câmara Municipal do Sal, com a curadoria científica da professora universitária Inocência Mata e a organização da Rosa de Porcelana Editora.

Segundo uma nota de imprensa, contará, além de momentos científicos, palestras, reflexões e debates, também com exposição de artes plásticas, leituras diversas e encontros com estudantes da ilha do Sal.

Envolvendo 25 participantes de diferentes paragens do globo, sendo doze escritores e professores cabo-verdianos e treze estrangeiros, nomeadamente da Alemanha, Brasil, Itália, Portugal e Senegal, a cerimónia de abertura da edição 2022 do festival deverá ser presidida pelo Presidente da República, José Maria Neves.

Das palestras programadas destacam-se “Para além do cânone: literatura-mundo como categoria desperiferizante (Inocência Mata); As potencialidades heurísticas da tradição oral e da oralidade na construção da teoria social em Cabo Verde (Cláudio Furtado); A oralidade do crioulo: entre inovação e tradição (Clara Silva); e Oralidade em tradução: o caso da crioulização cénica (Hélder Lopes).

O convívio científico-literário entre personalidades do mundo das letras comporta ainda mais conferências, subordinadas a várias outras temáticas, como Tradição oral na cultura europeia – os casos da Alemanha e Portugal (Fernanda Gil Costa); Reencontrar-se no Outro: políticas da língua, tradição oral e errância – o caso da Itália (Luca Fazzini); Cânone e Tradição: os cânones literários de língua portuguesa, literatura-mundo e oralidades – Impasses (Emerson da Cruz Inácio).

Das mesas temáticas, com a participação de escritores, professores, investigadores e tradutores convidados, perfilam Vozes e Margens; Edição, Tradução e Circulação; Historiografia e Romance Histórico; Oratura e Literatura; Tradutibilidade: Encontro de Tradutores e Traduzidos.

As actividades da 4ª edição do Festival Literatura Mundo Sal ocorrerem num dos hotéis da cidade turística de Santa Maria, reservando, também, visitas de escritores ao Complexo Educativo Manoel António Martins e ao Colégio Letrinhas.

Conforme a mesma fonte, à semelhança das edições anteriores, o FLMSal realiza algumas actividades de extensão este ano, a começar por Cabo Verde, numa parceria com a Universidade de Cabo Verde, o Camões – Centro de Língua Portuguesa na Cidade da Praia e a Cátedra Eugénio Tavares de Língua Portuguesa.

Vários convidados ao evento do Sal estarão na cidade da Praia para a “tematização” da Literatura-Mundo, tomando como ponto focal a tradição oral.
Prevê-se ainda uma extensão na Itália, com o protocolo e a programação ainda por ultimar com uma universidade italiana.

O FLMSal, projecto criado por Filinto Elísio, José Luís Peixoto, Márcia Souto e Patrícia Pinto, teve a sua primeira edição em 2017, com homenagens ao poeta cabo-verdiano Corsino Fortes e ao escritor português José Saramago, com uma extensão do evento no Brasil, numa parceria com o Fórum das Letras de Ouro Preto.

Na segunda edição, em 2018, as homenagens foram para o poeta cabo-verdiano Mário Fonseca e o escritor argentino Jorge Luiz Borges, contando com uma extensão em Portugal, numa parceria com a Casa Fernando Pessoa. A terceira edição, em 2019, homenageou a prosadora cabo-verdiana Orlanda Amarilis e o poeta alemão Goethe, tendo o evento uma extensão em Portugal, numa parceria com o FOLIO – Festival Literário Internacional de Óbidos.

SC/JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos