Ilha do Sal: Ex-funcionários da TAAG “emocionados” com regresso dos voos da companhia à ilha turística

Espargos, 26 Abr (Inforpress) – Os ex-funcionários da transportadora aérea angolana, TAAG, manifestaram-se felizes e emocionados com o regresso dos voos da companhia à ilha do Sal, durante voo inaugural, que aconteceu na tarde de hoje no Aeroporto Internacional Amílcar Cabral.

José Reis, Filomena Neves, José Paixão, Francisca, entre outros ex-colaboradores das linhas Aéreas Angolanas, presentes no acto, testemunhado pelo ministro do Turismo, Transportes e da Economia Marítima, José Gonçalves, dizem não ter palavras para expressar “tamanho contentamento” ao ver o aparelho da TAAG aterrar, novamente, na pista do aeroporto do Sal.

José Reis, que trabalhava ligado aos serviços de “catering”, um dos fundadores da companhia na ilha, conta que depois de 40 anos a operar em Cabo Verde, ver os aviões da TAAG sair desta rota em 2016, foi uma “profunda tristeza”.

“Quando entrei na TAAG tinha 19 anos e saí com 60, com o seu encerramento. Portanto, passei toda a minha juventude nesta companhia. E agora ver o regresso dos nossos voos ao Sal… não tenho palavras para expressar a minha satisfação”, exteriorizou, lembrando que o primeiro voo da TAAG a Cabo Verde, realizou-se a 05 de Março de 1978.

Igualmente emocionada, Filó Neves que era a contabilista da empresa, disse também faltar-lhe palavras para descrever as emoções.

“A TAAG é uma grande empresa. Espero que o regresso dos seus voos seja muito bem-sucedido, que os futuros colaboradores deem o seu máximo para o progresso da nossa querida companhia, agora de volta”, manifestou.

José Paixão que laborava na secção de vendas tendo depois passado para assistência, manifestando também muita alegria, disse que a TAAG é a “sua companhia de eleição”.

“Desejo muitos sucessos à reabertura da rota, Luanda/Sal e vice-versa, ligando os dois países do continente, via São Tomé e Príncipe. Estou muito feliz”, frisou.

Os voos directos entre Angola e Cabo Verde foram suspensos em 2016 devido à falta de rendibilidade do destino, e agora, três anos depois, a TAAG volta a ligar os dois países, via São Tomé e Príncipe com destino à ilha do Sal.

O ministro José Gonçalves anunciou que o voo comercial Luanda/Sal e vice-versa, inicia-se na próxima segunda-feira, enquanto a Cabo Verde Airlines prepara-se para fazer seu voo estreia, à cidade angolana, em Outubro.

SC/CP

Inforpress

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos