Ilha do Sal: Encostas e praias de mar limpas e preparadas para desfrute da época balnear – vereador (c/áudio)

Espargos, 05 Ago (Inforpress) – O vereador da Câmara Municipal do Sal, pela área do saneamento e ambiente, Francisco Correia, assegurou hoje que as praias de mar, mais frequentadas da ilha, e encostas, encontram-se limpas e preparadas para desfrute da época balnear.

Verão é sinónimo de praia e calor, e um mergulho é obrigatório para quem quer se refrescar.

Nesta medida, considerando que a praia remete a descanso, lazer, relaxamento e outras sensações, o vereador Francisco Correia entende que para se poder desfrutar da natureza, nunca é demais relembrar os cuidados a ter para proteger as praias e os oceanos.

Aproximando-se a época do Verão, contou em entrevista à Inforpress que a câmara municipal e parceiros, nomeadamente as Forças Armadas e os Escuteiros, levaram a cabo uma campanha de limpeza às diferentes praias e encostas da ilha, particularmente as mais frequentadas, preparando-as assim para a época balnear.

“O propósito desta campanha é fazer com que, também a população participe e valorize o trabalho que se vem realizando nesse particular. As praias de mar estão neste momento limpas”, assegurou Francisco Correia, referindo-se, ao mesmo tempo, ao programa de recolha de lixo pensado para a estação.

Explicou que este programa de recolha de lixo é planeado para todas as segundas-feiras, nas praias mais frequentadas aos fins-de-semana, desde Palmeira, Calheta Funda, Fontona, Santa Maria, Igrejinha, e encostas de Pedra de Lume.

“O objectivo é evitar que detritos como pneus, plásticos e alguns materiais poluentes se façam ao mar e contaminar a praia, o oceano”, frisou, aplaudindo, entretanto, a postura dos banhistas, amantes de praia e picnic, que têm utilizado, conforme sublinhou, a beira-mar de forma racional.

“A população salense já tomou consciência e está a contribuir para a manutenção das praias limpas de modo a desfrutar de um ambiente saudável. Graças a Deus estamos com as praias de mar limpas, para acolher os nossos banhistas e também os estrangeiros que visitam a ilha por esta altura do ano”, manifestou.

Entretanto, a ausência de nadadores-salvadores é uma preocupação que ainda se coloca, e sendo as questões da orla marítima da competência do Instituto Marítimo e Portuário (IMP) e o Ministério do Ambiente, o responsável disse que a câmara vai fazer todos os esforços junto destas instituições no sentido de se ter a presença destas figuras nas principais praias balneares da ilha.

“Temos alguns nadadores-salvadores formados, mas compete ao IMP accionar os mecanismos para o efeito, e a câmara está disponível para colaborar naquilo que é razoável. As praias de mar são muito procuradas, e temos a sorte de ainda não ter acontecido nada”, ponderou o responsável camarário.

“Vamos fazer pressão ao IMP no sentido de colocar nadadores-salvadores nas principais praias, para salvaguardar a vida das pessoas que procuram a ilha para férias, lazer e convívio”, acrescentou.

Apesar da consciencialização das pessoas, Francisco Correia finaliza apelando aos banhistas a continuarem a utilizar bem as praias, e levarem de volta todo o lixo produzido no local, ou colocá-lo nos contentores mais próximos.

SC/CP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos