Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Ilha do Sal: Dom Arlindo desafia fiéis a seguirem os bons exemplos de Santo António

 

Espargos, 23 Jun (Inforpress) –  O Cardeal Dom Arlindo presidiu hoje a celebração eucarística da Festa de Santo António, na ilha do Sal, tendo desafiado os fiéis a seguirem os bons exemplos do santo padroeiro da Paróquia dos Espargos, visando uma sociedade mais humana.

Perante um grande número de fiéis (católicos) que apinhou o largo da igreja nos Espargos, para participarem na solenidade, Dom Arlindo manifestou satisfação em presidir esta celebração paroquial, já que, sua primeira participação nestas festas enquanto nova Paróquia de Santo António, criada há três anos, isto é, em 2014.

Enunciando as qualidades de Santo António de Lisboa, um santo do povo, nascido de uma família nobre no Sec. XII, o Cardeal destacou o facto de Santo António ter sido um homem de “coração de ouro”, encontrado Jesus Cristo na sua vida, muito cedo.

“Mensageiro da boa nova e testemunha do amor de Deus no mundo, contribuindo assim para a construção de uma sociedade mais humana, digna, fraterna, solidária e mais santa”, acentuou.

Centralizando a sua mensagem no amor, mostrando que Jesus amou até ao fim – como “ensina” o livro de São João” – , Dom Arlindo ponderou, dizendo, que o amor é “absolutamente” indissociável a uma vida de qualidade.

“Santo António era uma pessoa extraordinária, superinteligente, extremamente culto, coração de ouro, entregue à missão, apaixonado por Cristo… Somos convidados na medida das nossas forças e segundo a graça da fé, a seguir os seus passos e bons exemplos. Ele seguiu Cristo. O exemplo de Santo António é o melhor”, enfatizou.

Sublinhando ainda, que a missão deste Santo foi extremamente eficaz, num mundo que se afastava cada vez mais de Deus, Dom Arlindo concluiu a sua prédica pedindo a intercepção do Santo António, para que a vida dos fiéis seja iluminada por Deus e a humanidade seja melhor.

“Aquele que medita na lei do Senhor recebe de Deus o espírito de inteligência”, frisou o Cardeal, acautelando às pessoas, aos fiéis, a fazerem opções acertadas e a tomarem decisões certas no momento adequado.

“Que Deus derrame muita sabedoria nos nossos corações. Que o nosso coração se purifique cada vez mais para acolher Deus. Que a nossa vida seja o testemunho vivo de que Deus está em nós e está para ficar”, finalizou.

SC/FP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos