Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Ilha do Sal: Director Nacional da Saúde reúne-se com “forças vivas” locais para informação e desmistificação sobre coronavírus (c/áudio)

Espargos, 05 Mar (Inforpress) – O director Nacional da Saúde, Artur Correia, reuniu-se hoje com as “forças vivas” na ilha do Sal para desmistificar e passar melhores informações sobre o coronavírus, Covid-19, nesta “fase de alerta”.

Segundo Artur Correia, este encontro, envolvendo a Polícia de Fronteira, autoridades aeroportuárias, sanitárias, religiosas, Forças Armadas, Câmara Municipal, entre outros actores, justifica-se, já que a ilha do Sal é a principal porta de entrada de estrangeiros, de pessoas provenientes de países que têm transmissão activa de coronavírus.

“Precisamente para dialogarmos, não só a questão de diagnosticar precocemente eventuais casos sintomáticos que possam ser enquadrados como casos suspeitos, mas também, preparar todos esses actores para a necessidade de actuarmos no sentido de fazermos actividades de informação, educação e comunicação para as populações”, explicou.

Isto é, levar esclarecimentos às comunidades para que toda a gente esteja consciente do que representa esse novo coronavírus, Covid-19, e não ficar dependente, conforme notou, dos “fake news” nas redes sociais e informações falsas, que acontecem “todos os dias”.

A propósito, Artur Correia apelou à intervenção das autoridades competentes na matéria, no sentido de fazerem “alguma coisa” para combater os “fakes news”, que “andam a alarmar a população cabo-verdiana, sem necessidade”.

Segundo o responsável, este encontro com as “forças vivas” no Sal permitiu concluir que há “um grande engajamento” de todos os parceiros presentes, tanto públicos como da sociedade civil, nesse processo de informação, educação e comunicação, para que a população esteja bem informada.

“Todos estão cientes das suas responsabilidades. Passamos a mensagem de que esse processo de prevenção e controlo do coronavírus é um compromisso do Estado, do Ministério da Saúde (…), mas é uma responsabilidade de todos”, frisou.

“Incluindo a Comunicação Social que tem um papel importantíssimo nesse processo, de levar mensagens positivas e correctas, de combater os fake news, para que a população cabo-verdiana esteja bem informada”, completou, tranquilizando as pessoas que neste momento “não há razão” para pânico.

Artur Correia assegurou, por outro lado, que o país está preparado para dar resposta a este fenómeno que apanhou muitos países desprevenidos, e cujo alerta de emergência internacional foi declarado em meados de Janeiro, pela Organização Mundial da Saúde.
Informou ainda que o “Plano de Contingência Nacional” será apresentado na próxima semana, sem contudo avançar itens de activação.

SC/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos