Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Ilha do Sal: Delegada da Educação local apela a um “enorme” espírito de entrega neste novo ano lectivo

 

Espargos, 18 Set (Inforpress) – A delegada da Educação na ilha do Sal, Márcia Pinto apelou hoje a um “enorme” espirito de entrega e determinação neste novo ano lectivo, por forma a garantir um ensino de qualidade na ilha.

Márcia Pinto lançou esse repto no acto solene de abertura do novo ano lectivo 2017/2018, presenciado pelo edil Júlio Lopes.

A responsável da educação local para quem o acto solene de abertura do ano lectivo significa o renovar de propósitos, um almejar de metas preconizadas tanto pela escola, família, assim como pela comunidade civil, realçou que para se garantir um ensino de qualidade é preciso ter um “enorme” espírito de entrega, força e determinação de toda a comunidade educativa.

“Para que juntos consigamos minimizar alguns factores que ainda hoje nos condicionam nessa caminhada, designadamente a elevada taxa de reprovação e o abandono escolar que têm assombrado o nosso sistema educativo”, disse, referindo que o presente ano lectivo será marcado pela generalização da experimentação do plano curricular da educação pré–escolar, do ensino básico formal, visando uma melhoria da qualidade do ensino e no aumento do sucesso escolar.

Ainda no concernente a mudanças e inovações neste ano lectivo que ora se inicia, a ilha do Sal vai estar constituída por dois agrupamentos, com duas escolas sedes, isto é, a escola secundária Olavo Moniz que reúne em si todas as escolas básicas de Espargos, e o Complexo educativo de Santa Maria que reúne alunos do 11º ao 12º ano.

A delegada informou ainda, durante a sua comunicação, que houve alguma melhoria que abrange requalificações internas e externas dos espaços escolares, manutenção dos espaços pedagógicos, ao mesmo tempo que anuncia, para breve, a construção de catorze salas de aulas no Olavo Moniz.

Reconhecendo que falta ainda muito por fazer, Márcia Pinto aponta que num horizonte 2017/2021 existem desafios, daí que há que continuar a trabalhar questões que têm a ver com a renovação do parque escolar da ilha, a mudança das práticas de gestão, a inserção dentro da escola, da comunidade civil, a eliminação de toda e qualquer prática discriminatória nos espaços educativos e a melhoria dos resultados dos alunos.

“Mas renovamos aqui, a vontade de implementar o projecto educativo que vai ao encontro com o lema: “Educação, compromisso para o presente e com o futuro”, disse, endereçando votos de sucessos para o ano lectivo 2017/2018.

Por sua vez, o edil salense que testemunhou ao acto, faz fé num bom ano lectivo prometendo a reabilitação de algumas escolas, por forma a proporcionar boas condições de trabalho aos alunos e professores.

SC/FP

Inforpress/Fim

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos