Ilha do Sal: Crianças tomam conta das artérias dos Espargos na marcha “Movimento Azul Rumo à Agenda 2030” (c/áudio)

Espargos, 20 Nov (Inforpress) – Alunos do ensino básico, no Sal, tomaram conta das artérias dos Espargos, hoje, durante uma marcha intitulada “Movimento Azul Rumo à Agenda 2030”, visando chamar atenção ao cumprimento dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

A marcha realizada a nível nacional, para assinalar 20 de Novembro, Dia Mundial da Criança e também os 29 anos da adopção da Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos das Crianças, arrancou no Liceu Olavo Moniz, na Pretória, percorrendo-se a circular, Chã de Matias, Hortelã, Morro Curral, até chegar na Praça 19 de Setembro, na Preguiça, centro da cidade dos Espargos.

A delegada do Instituto Cabo-verdiano da Criança e do Adolescente (ICCA) local, Queila Soares, explicou que esta marcha “Movimento Azul” foi uma decisão unânime entre parceiros, sobretudo as Nações Unidas e o ICCA, no sentido do cumprimento da Agenda 2030, acreditando-se que o cumprimento dos ODS é missão de todos, já que o caminho para a erradicação da pobreza é, sobretudo, a protecção das crianças e adolescentes.

“Movimento Azul é uma forma de estimular a participação de todas as crianças e de toda a comunidade civil no cumprimento das metas traçadas para o cumprimento da Agenda 2030, os ODS. Acreditamos que as crianças têm o direito e dever de participar em tudo que diz respeito ao seu desenvolvimento, uma vez que os ODS vão de encontro à sua protecção”, sublinhou.

Considerando o “direito fundamental” de participação da criança, dando a sua opinião, expressando o que sente, Queila Soares destaca, como exemplo, a presença, cada vez mais, de meninos no Parlamento Infantil.

“Acreditamos que as nossas crianças estão preparadas para essa participação, dar o seu contributo no desenvolvimento da sociedade e do país. Mas, para um melhor crescimento cabe a nós, passar mensagens positivas nesse sentido, incutir nelas essa responsabilidade, de modo a desenvolverem a sua capacidade de participação activa e ajudar na tomada de decisões sobre aquilo que lhes dizem respeito”, frisou.

SC/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos