Ilha do Sal: Colégio Letrinhas marca Dia Mundial da Língua Portuguesa com sessões de leitura à distância (c/áudio)

Espargos, 05 Mai (Inforpress) – O Colégio Letrinhas, no Sal, marca o Dia Mundial da Língua Portuguesa, assinalado hoje, com sessões à distância de leitura e partilha de actividades elaboradas pelos alunos do primeiro e segundo ciclo, exposição e declamação de poesia.

A administradora da escola privada, Sílvia Sousa, contou à Inforpress que as actividades do colégio para assinalar a efeméride vêm decorrendo desde quarta-feira, 04, e prolongam-se até sexta-feira, 06.

Além das sessões de leitura à distância com escolas portuguesas, destaca-se ainda “uma espécie de homenagem” a Jorge Barbosa, porque, conforme explicou, a poesia de Jorge Barbosa foi escolhida para assinalar as ligações à distância com essas escolas do norte de Portugal.

Valorizando também “os mitos puritanos” que se tem estado a recontar nas escolas em Portugal, para que os alunos possam perceber um pouco mais sobre Cabo Verde.

Quanto a poesias para esta interacção, Sílvia Sousa revelou que foram escolhidas poemas que “expressam bastante a questão do evasionismo, o fechamento na ilha, o desejo de sair, mas também o desejo de regressar”.

A exposição, que comporta 18 pinturas, desenvolvidas tendo por base uma obra portuguesa intitulada “Trinta por uma linha”, de António Torrado, irá decorrer na Câmara Municipal do Sal, na tarde de hoje.

“A obra foi motivo de leitura e interpretação pelos alunos do terceiro ano, que fizeram também interpretação plástica, tendo como orientadores a professora Raquel e um artista plástico local”, explicou a também docente.

António Torrado, poeta, ficcionista e dramaturgo português, é autor de obras de pedagogia e de investigação pediográfica “por excelência”, um contador de histórias, estando muitos dos seus livros e contos traduzidos em várias línguas.

As actividades do Colégio Letrinhas para marcar o Dia da Língua Portuguesa não param por aqui, tendo também escolhido o Salão Nobre para receber quatro convidados, nomeadamente o jornalista Moisés Évora, a antropóloga Georgiana, o escritos Evel Rocha, e o activista cultural Júlio Rendall, os quais, “de forma informal e descontraída”, vão falar sobre a língua portuguesa aos miúdos.

A direcção do Colégio Letrinhas aproveita ainda o momento para proceder à entrega dos prémios dos concursos promovidos pela escola privada, a propósito do Mês da República, concebidos a nível da leitura, escrita e da educação financeira.

O Dia Mundial da Língua Portuguesa e da Cultura foi criado pela Comunidade dos Países de Língua Portuguesa a 20 de Julho de 2009, por resolução da XIV Reunião Ordinária do Conselho de Ministros da CPLP, decorrida na cidade da Praia, Cabo Verde.

O português é o quinto idioma mais falado em todo o mundo, por aproximadamente 265 milhões de pessoas, que também ocupa o terceiro lugar no hemisfério ocidental e é o mais falado no hemisfério Sul.

SC/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos