Ilha do Sal: CODE CV dota mulheres salenses de ferramentas para viabilizar seu sucesso no mundo dos negócios

Espargos, 30 Out. (Inforpress) – A Cooperativa Desenvolvimento de Cabo Verde (CODE- CV) dota mulheres, no Sal, de ferramentas para viabilizar seu sucesso no mundo dos negócios, durante formação de uma semana que teve lugar no Mercado Municipal de Santa Maria.

Segundo Helia Bernardo, presidente da CODE, esta formação , organizada em parceria com a Organização Internacional do Trabalho (OIT), cuja cerimónia de encerramento teve lugar segunda-feira, várias parcerias e oportunidades de emprego foram criadas ao longo da formação , indicando que o resultado superou “todas as expectativas”.

A cerimónia de encerramento, que também contou com o apoio da Escola de Hotelaria e Turismo de Cabo Verde (EHTCV), permitiu as formandas obter informações sobre a atribuição de financiamentos às cinco melhores ideias de negócio.

“Várias parcerias e oportunidades de emprego foram criadas ao longo da formação e o resultado superou todas as nossas expectativas”, frisou.

Hélia Bernardo explicou que este programa, bem como os financiamentos foram proporcionados pela fundação Aktion Welt Kinder Hilfe, possível também graças ao apoio da Câmara Municipal do Sal que, “gentilmente”, disse, cedeu, ao longo de uma semana, a sala de formação do Mercado Municipal.

Hélia Bernardo fez saber que a CODE CV tem como missão impulsionar e viabilizar o desenvolvimento sustentável de Cabo Verde por meio de planeamento e execução de actividades no âmbito do turismo, bem como por via de formação, intercâmbio de conhecimento em cooperação com outros países.
Pretende-se ainda desenvolver parcerias para o desenvolvimento, capacitação e implementação de negócios de base local e projectos de desenvolvimento sustentável, para além de intervenção social , comunitária e organização de eventos.

Resumindo, disse tratar-se de uma organização com uma capacidade reconhecida de promover a inovação social, com intervenções marcadas pelo seu carácter sustentável, pela qualidade e pelos princípios éticos, orientando a sua actuação por princípios socialmente responsáveis, nomeadamente a promoção do turismo, da coesão social, a defesa da igualdade de oportunidades e empoderamento de pessoas e instituições.

“Defendemos o turismo sustentável, e o nosso objectivo é impactar positivamente o meio ambiente, sociedade e economia, aumentando a visibilidade e emergência das pequenas empresas no sector do turismo. Criar mais postos de trabalho, através de acções de formação aos habitantes locais, fornecendo-lhes as ferramentas necessárias para motivar e engajá-los no empreendedorismo”, sublinhou.

“Acreditamos que uma integração equitativa da mulher na comunidade é extremamente benéfica para todos os elementos que a constituem”, disse, acrescentando que a participação crescente das mulheres em economias emergentes “é fundamental” para um desenvolvimento sustentável e equilibrado das mesmas, com benefícios “inegáveis” a nível socioeconómico.

SC/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos