Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Ilha do Sal: Cabo Verde Airlines retoma operações em Milão e inaugura Roma permitindo ligação de novo destino 

Espargos, 01 Jul (Inforpress) – A Cabo Verde Airlines retoma as operações em Milão (Itália) e inaugura Roma, permitindo mais sete frequências semanais e ligação de novo destino em relação ao hub aéreo, cujo voo inaugural aconteceu hoje a partir do Sal.

O voo para marcar a inauguração das novas rotas no mercado italiano foi realizado no Boeing 757-200 da Cabo Verde Airlines que ostenta o nome “Baía Tarrafal”.

O aparelho, que descolou do Aeroporto Internacional Amílcar Cabral às 08:20, levou a bordo 99 passageiros, entre nacionais e turistas para uma viagem de cinco horas e vinte minutos até Malpensa.

A partir de hoje, os voos destino Sal/Milão/Sal acontecem às segundas, quintas, sextas-feiras e domingos, com ligações ao nordeste brasileiro, principalmente, isto é, Fortaleza, Recife, Salvador, também Dakar, cuja comunidade senegalesa, conforme consta, tem “forte presença” em Itália.

Já as operações para Roma têm lugar todas as terças, quartas e sábados, fazendo viagens para o Sal, com ligações também à Fortaleza, Recife, Salvador e Dakar.

Para o Chief Executive Office da Cabo Verde Airlines (CEO adjunto), Mário Chaves, a exploração do mercado italiano significa um aumento percentual “significativo” das vendas na rede, também em número de passageiros, e por isso, sublinhou, há uma lógica de “crescimento e multiplicação” deste mercado de Itália em relação ao ‘hub’.

Explicou que a escolha de Malpensa e Fiumicino, é por os estudos apontarem que o fluxo nestes dois pontos era bastante elevado, onde existiria uma “boa” possibilidade de se conquistar esse mercado.

“O mercado de Itália é um mercado importante. Fazemos, sempre, qualquer abertura de rota com base nos estudos de mercado. E, de facto, estes estudos comprovam que Itália, neste caso Milão e Roma, têm uma capacidade de atrair passageiros para onde nós operamos”, explicou.

Até o final de 2019 a Cabo Verde Airlines pretende abrir duas rotas em África Ocidental, um destino nos Estados Unidos e um outro destino no Brasil.

“Faz parte da estratégia de ‘hub’, o ‘hub’ é exactamente uma placa giratória e para conseguirmos fechar esse ‘hub’ temos que abrir sucessivamente esses destinos, por forma a poder dar mais opções aos passageiros”, esclareceu.

Mário Chaves, concluiu, referindo, entretanto, que para fazer face ao aumento da frota há necessidade de se apostar nos recursos humanos qualificados, nomeadamente contratação de pessoal de cabine como pilotos, privilegiando quadros cabo-verdianos.

SC/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos