Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Ilha do Sal: Autarquia homenageia vencedores do Prémio Jornalismo 2020 e apresentador do “Especial covid-19”

Espargos, 31 Mai (Inforpress) – A Câmara Municipal do Sal homenageou hoje os jornalistas Victor Sousa e Jefferson Gomes, vencedores do Prémio Nacional de Jornalismo 2020, também Moisés Évora pelo  programa “Especial covid-19”, contribuindo desta feita para o combate e prevenção do vírus.

A cerimónia de reconhecimento público aos três jornalistas teve lugar esta tarde no Salão Nobre dos Paços do Concelho, testemunhada por alguns convidados, e colegas profissionais da comunicação social local.

Victor  Sousa venceu na categoria Televisão com a reportagem intitulada “Sal sem Turismo”, enquanto Jefferson Gomes, da RCV e filho do Sal, venceu com a reportagem “Cabo Verde aos olhos de quem liderou o País”.

O jornalista  Moisés  Évora foi também homenageado pela exibição do  programa “Especial Covid-19” da RCV que, segundo a crítica, tem contribuído “sobremaneira” na sensibilização dos cidadãos e das comunidades na luta pela prevenção do vírus na ilha e no país, em geral.

Ao dirigir algumas palavras, referindo-se ao momento atípico que se está a viver, devido à pandemia da covid-19, Moisés Évora, jornalista editor e apresentador do programa “Especial Covid-19”, considerou que ao longo desse período de mais de ano, a rádio pública tem conseguido desenvolver com o seu trabalho “graças a Deus”, com abordagens de vários ângulos.

“Ouvindo pessoas de várias partes do globo e, sobretudo, contando com o valioso contributo da equipa médica não só do Sal, mas de vários pontos do País”, sublinhou, destacando a presença do delegado de Saúde José Rui Moreira.

“Estamos agradados, mas nada é conseguido sozinho. RTC- Sal, ao longo dos anos, é uma equipa, uma equipa forte, coesa e amiga. Esta distinção dirigida à minha pessoa é também de toda a equipa, e dos técnicos Nicolau Francês, Jeovaldino Vieira e Agnísio Brito”, realçou.

Por sua vez, Victor Sousa, que dedicou o prémio à população do Sal, agradeceu também o gesto da autarquia, numa ilha que, conforme disse, não o viu nascer mas sente-se acolhido.

“Não estava à espera desta distinção por parte da Câmara Municipal do Sal, na pessoa do presidente Júlio Lopes e da sua equipa. Para mim é uma honra. Esse reconhecimento significa muito para a nossa classe, significa que o nosso trabalho é valorizado. Isso só engrandece a classe e nos estimula”, frisou.

Em representação do Jefferson Gomes, o irmão Eduardo Gomes leu uma mensagem por ele enviada, agradecendo a Câmara Municipal do Sal por esse gesto.

“Esta distinção não seria possível sem as bases de onde eu parti, sem os meus pilares, primeiramente a minha família, mas também dos que repararam a minha paixão pela rádio, por volta dos meus 15 anos, e deram-me a oportunidade de crescer neste mundo fantástico”, enfatizou.

“Falo do Fernando Carrilho, Santos Spencer, Adelino Ramos, Moisés Évora Naza, Valdemar Almeida, Toy Roberto, Benvindo Almeida, Nicolau Francês, Jeovaldino Vieira Agnísio Brito, Jailson Delgado, Pulita, Miriam Lopes, Deda, Niltin Cruz (…), um grupo pequeno, mas muito forte na produção radiofónica de qualidade”, enunciou.

Felicitando um e outro, o edil Júlio Lopes referiu que se Cabo Verde está no topo a nível mundial, no ‘ranking’ da Liberdade de Imprensa, é por causa de jornalistas como estes.

“E nós nos orgulhamos. Sempre o Sal brilhou em matéria de liberdade de imprensa, em matéria de jornalismo de qualidade, responsável e competente, que tem sabido dignificar e promover a ilha do Sal. Trata-se de uma homenagem justa a esses três jornalistas”, frisou, augurando sucessos no desempenho das suas funções, com rigor e ética deontológica.

SC/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos