Ilha do Sal: Autarca dá por encerrado caso Salimpa já que está entregue ao tribunal

 

Espargos, 08 Ago (Inforpress) – O edil salense, Júlio Lopes, acusado de “mentir com todos os dentes da boca”, pelo administrador delegado da Salimpa, Rui Ramos, escusa-se a falar mais sobre o caso já que está entregue ao Tribunal.

Depois da reacção do administrador da empresa de limpeza urbana, Salimpa, ter segunda-feira, refutado em conferência de imprensa, todas as acusações, o autarca disse que não se pronuncia mais sobre a matéria, estando o caso nas instâncias superiores.

Entretanto, em declarações à Inforpress, recordando que há uma queixa-crime contra o administrador/delegado por “usurpação” de documentos da empresa e “ter estragado” os camiões de recolha de lixo, Júlio Lopes sempre vai dizendo que a câmara já recebeu o relatório da Inspecção das Finanças sob Salimpa, o qual será entregue à Procuradoria da República.

“O assunto agora está no Tribunal”, renovou o autarca.

Depois de sete anos, a autarquia rescindiu contrato de concessão em carácter de exclusividade, a gestão e exploração dos serviços de recolha, tratamento e deposição de resíduos sólidos e limpeza urbana, com a empresa Salimpa, estabelecido durante executivo de Jorge Figueirdo -, por gestão “danosa” e serviço “deficiente”.

Assim, desde 01 Agosto, a Câmara Municipal do Sal reassumiu o serviço de saneamento na ilha por forma a assegurar e garantir a normalidade do funcionamento do serviço.

SC/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos