Ilha do Sal: A Igreja do Nazareno precisa ter um papel mais interventivo junto da camada jovem – pastor

Espargos, 18 Abr (Inforpress) – O pastor da Igreja do Nazareno dos Espargos, no Sal, admitiu hoje que a igreja precisa ter um papel mais interventivo e activo junto da camada jovem, com um “envolvimento directo” dos integrantes da sua membresia.

O pastor Luís Monteiro fez essas considerações a propósito das celebrações da Páscoa, a ressurreição de Jesus Cristo, quando abordado, por exemplo, sobre a falta de apetência dos jovens às coisas divinas, à vida cristã e espiritual.

Lamentando a situação, o pastor justificou essa realidade com o facto de se viver numa sociedade “muito consumista”, em relação a tudo aquilo que dá prazer.

“A satisfação do corpo, nem por isso é a satisfação das necessidades da alma”, lamentou.

“Não primamos para as coisas que são de caracter eterno, e que deveriam chamar à nossa atenção e reflexão. Assistimos também muitos jovens vivendo sem esperança, sem emprego, sem vislumbrar um futuro (…)”, notou.

“E, estão se entregando aos vícios, e isso é altamente prejudicial tanto para a saúde, como também são tendentes a nos afastar d’Aquele que nos pode conceder vida e vida com sentido”, enfatizou.

Questionado sobre qual tem sido o papel da Igreja do Nazareno no sentido de chamar a juventude salense, neste caso concreto, para as coisas divinas, o evangélico disse que a igreja tem tido um papel interventivo, neste particular, admitindo, entretanto, que deverá ser mais activa, com um “envolvimento directo” dos integrantes da sua membresia.

“A igreja precisa sair das quatro paredes e invadir – no bom sentido da palavra -, os bairros periféricos da cidade, levando a mensagem, trabalhar também o seu testemunho cristão, precisa ter mais semelhança com o Cristo que serve, para que o mundo não crente veja a diferença, e se sinta também inspirada a abraçar a mesma fé”, sublinhou.

Para isso, acrescentou, há que fazer um trabalho de dentro para fora, não só em matéria de actividades, mas também um trabalho com a ajuda do Espírito Santo.

“Com a ajuda do Espírito Santo dentro de nós e para fora de nós, para que possamos impactar a nossa comunidade. Nisso estamos trabalhando como parte integrante da nossa liderança e há que fazer muito mais. Temos um culto particularmente dirigido aos jovens, todas as terças-feiras, mas não é suficiente”, considerou.

Segundo o pastor, há que fazer mais e ter novas abordagens na apresentação da mensagem, do evangelho.

Considerada uma data especial para os cristãos, o pastor da Igreja do Nazareno, Luís Monteiro disse que todos devem beneficiar dos efeitos da morte de Jesus Cristo na nossa vida espiritual.

Finaliza desejando a todos uma Páscoa feliz e que haja o desejo de todos conhecerem em profundidade o significado da maior festa da religião cristã.

“E, abracemos Cristo a nossa única esperança neste mundo conturbado e de muita perplexidade e de incerteza no futuro”, concluiu.

SC/FP

Inforpress/Fim

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos