Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Ilha do Fogo/Gala: Ingrid Carvalho é a grande vencedora da quinta gala nacional do desporto

 

São Filipe, 03 Dez (Inforpress) – A atleta de taekwondo Ingrid Carvalho foi a grande vencedora da quinta gala nacional do desporto cabo-verdiano, realizada sábado em São Filipe, ao levar duas distinções em duas categorias, atleta promessa e atleta feminino do ano de 2017.

A jovem, que se encontra em Portugal a prosseguir os estudos superiores e a praticar a modalidade, foi representada na gala pelos pais que agradeceram a todos quanto votaram nela para as duas categorias em que estava nomeada.

Na categoria “mérito desportivo, alto prestígio”, o vencedor foi o basquetebolista da ilha do Maio Walter Edy Tavares que, depois de passagem pela liga NBA, nos EUA, está agora a representar as cores de Real Madrid de Espanha, sendo que esta categoria foi apresentada pelo Primeiro-ministro de Cabo Verde, José Ulisses Correia e Silva.

Taekwondo, atletismo e basquetebol foram as modalidades mais premiadas na quinta gala nacional do desporto, que decorreu na praça de Presídio, em São Filipe.

Na categoria órgãos da Comunicação Social, a lista dos vencedores é liderada pelo Green Sports, sendo que o jornalista do ano, Benvindo Neves, da TCV, venceu os seus colegas Victor Hugo, de Green Sports e Marcos Fonseca da RCV.

Na categoria de instituição parceira, a vencedora foi a Câmara Municipal do Sal.

Na categoria de árbitro juiz, Paulo Martinho (basquetebol) foi o vencedor, o dirigente do ano foi Joe de Pina (taekwondo), natural do Fogo e residente nos Estados Unidos da América, e na categoria do treinador do ano a escolha recaiu sobre Júlio Nagana (atletismo).

Mon na Roda, dança, foi eleita equipa do ano, Inácio Ferreira (atletismo) distinguido na categoria de fair-play, Ingrid Carvalho (taekwondo) na de atleta promessa, Gracilino Barbosa (atletismo) o vencedor de atleta masculino do ano, Ingrid Carvalho (taekwondo) atleta feminina do ano, Jordin Andrade (atletismo) a categoria de personalidades do ano e Walter Edy Tavares (basquetebol) na categoria de mérito desportivo, alto prestígio desportivo 2017.

A gala começou por volta das 21:50 de sábado, com a mensagem do atleta foguense Zé Luís, que milita no campeonato Russo (Spartak de Moscovo), já que ele foi convidado mas, por razões profissionais, não pôde deslocar-se para participar neste evento, tendo deixado uma mensagem a todos os desportistas cabo-verdianos e foguenses em particular.

A seguir, registou-se a actuação do grupo de coladeras e tamboreiros, com o ritmo de bandeira, seguido de apresentação de produtos da ilha, com distribuição de peças de artesanato confeccionada à base de lavas do vulcão a alguns convidados e dança tradicional com o grupo Faxa da Terra.

Pelo meio, registou-se a actuação de um grupo do violinista da ilha do Fogo, Vávo, e actuação de três artistas locais (Eder, Zuleica e Putchota) e no final o enceramento com o agrupamento musical os Tubarões.

O evento foi aproveitado para homenagear algumas figuras/atletas da ilha, tendo cada um dos três municípios indicado um atleta, Irlanda Lopes (atleta olímpica), de Santa Catarina do Fogo; Keny Miranda (atletismo), dos Mosteiros, e Irlando Spínola Lopes (karaté) de São Filipe. Mas estes não tiveram direito à palavra nem sequer para agradecer a distinção.

A Direcção-Geral dos Desportos e o Ministério dos Desportos prestaram reconhecimento público a José Luís Gomes, antigo técnico da Direcção-Geral dos Desportos, hoje aposentado, pelo trabalho prestado durante cerca de 40 anos (38) à causa do desporto nacional, tendo este reconhecimento sido prestado pelo titular da pasta dos Desportos, Fernando Elísio Freire.

A gala foi promovida pelo Ministério do Desporto, através da Direcção-Geral de Desportos, tendo como lema “formando campeões no desporto e na vida”, e o seu objectivo é promover a prática do desporto em todo o território nacional e na diáspora, homenagear e incentivar atletas, equipas campeãs nacionais e internacionais.

Destacar os agentes desportivos com desempenho de excepcional valor, promover o convívio e a sã camaradagem entre todos aqueles que, directa ou indirectamente, participam no fenómeno desportivo, são outros objectivos que se pretende com a realização da gala nacional do desporto cabo-verdiano.

JR/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos