Ilha do Fogo: Mais nove famílias de Santa Catarina vão dispor de “habitação condigna” em Abril – edil

São Filipe, 21 Mar (Inforpress) – Mais nove famílias do município de Santa Catarina do Fogo vão dispor de habitação condigna até a primeira semana de Abril, com a conclusão das reabilitações e construção de moradias sociais, disse o edil Alberto Nunes.

Em declaração à Inforpress, o presidente da Câmara Municipal de Santa Catarina do Fogo disse que em todo o território municipal está-se neste momento a ultimar os trabalhos da reabilitação/construção de casas para serem entregues nos próximos dias, estando algumas na fase de conclusão de reboco e outras na fase de pintura.

Com a entrega das nove moradias, a edilidade eleva para 20 o número de famílias do município que passam a dispor de habitação “condigna e confortável”, uma média de uma casa reabilitada por mês, já que a actual equipa está em funções há 19 meses.

A habitação social “é grave a nível do município” e é uma preocupação que abrange todas as localidades, disse o edil, indicando que a situação é mais grave reside nos bairros de Lapinha e Enseada Helena (Cova Figueira) e nos povoados de Tinteira, Estância Roque e Cabeça Fundão, onde o problema de habitação se coloca com “maior gravidade” que nas outras que também enfrentam esse constrangimento.

Segundo Alberto Nunes, para minimizar a situação é necessário requalificar/construir uma média de 300 casas, o que, segundo o mesmo, prevê-se para o horizonte do mandato.

Para o autarca, no passado, houve gastos de dinheiro neste sector de habitação social mas sem conseguir combater este fenómeno, indicando que a edilidade está a mobiliza recursos para atacar as casas mais degradadas e das famílias com mais necessidades, atribuindo uma habitação condigna para que paulatinamente o problema de habitação social deixar de constituir preocupação para a Câmara.

Além de habitações sociais a edilidade tem em curso a reabilitação de três escolas do ensino básico integrado, cuja previsão para conclusão dos trabalhos é a primeira quinzena de Abril, assim como a construção de dois troços de estradas de acesso em Estância Roque e Enseada Helena que deverá ficar concluída nos próximos dias, além da estrada de Maria da Cruz, cujos trabalhos foram retomados quarta-feira, 21, devendo por isso a sua conclusão acontecer mais tarde.

Relativamente a obras, a autarquia tem neste momento em curso trabalhos de reabertura e extensão do cemitério e a sua iluminação, projecto que deverá ficar concluído em Maio próximo.

Igualmente a edilidade celebrou um contrato programa com o Instituto de Estradas para a manutenção das estradas municipais, aguardando para os próximos dias a transferência dos recursos.

Os trabalhos de manutenção dos troços de estrada de carácter nacional no município de Santa Catarina e da ilha no seu todo são assegurados através de empresas “devidamente seleccionadas”.

JR/AA

Inforpress/Fim

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos