Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Ilha do Fogo está quase 100 por cento coberta pela rede de energia eléctrica – ministro da Energia

São Filipe, 13 Jan (Inforpress) – A ilha do Fogo está quase 100 por cento coberta pela energia elétrica, faltando contemplar as localidades mais dispersas, revelou o ministro Alexandre Monteiro, que presidiu sexta-feira à inauguração de energia eléctrica em cinco localidades de São Filipe.

O ministro da Indústria, Comércio e Energia (MICE), que se deslocou à ilha para representar o Governo na inauguração da eletrificação das localidades de Alfarrobeira, Miguel Gonçalves/Cutelo Capado, Achada Fora e Cidreira, disse à Inforpress que “todas as localidades do Fogo estão, neste momento, abrangidos por postos de transformação e energia no lugar, faltando fazer pequenas extensões para algumas populações mais dispersas”.

“Estou aqui para participar na inauguração de cinco localidades do município de São Filipe que praticamente coloca o concelho e a ilha já quase 100 por cento em termos de cobertura, daí a presença do Governo”, disse.

O titular da pasta da Indústria, Comércio e Energia afirmou que constitui uma satisfação participar e representar o Governo neste acto que vai ter impacto “importante” na qualidade de vida das pessoas e que inclusive vai mudar a vida nas localidades que beneficiam da energia.

Com relação à inauguração de energia eléctrica nas localidades de Alfarrobeira, Miguel Gonçalves/Cutelo Capado, Cidreira e Achada Fora enquadra-se no projecto Desenvolvimento dos Sistemas de Transporte e Distribuição de Electricidade em seis ilhas, designado por “Projecto seis ilhas”, financiado pela agência de cooperação internacional JICA (Japão) e pelo Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) que, segundo Alexandre Monteiro, a nível da ilha está praticamente concluído.

“O projecto está praticamente concluído e em São Filipe falta apenas o Centro Histórico cujos trabalhos foram suspensos no mês de Dezembro e retomado em Janeiro”, disse a fonte, indicando que mesmo nesta parte da cidade todo o trabalho aéreo está concluído, faltando apenas os trabalhos subterrâneos que estão em curso.

Além das cinco localidades do meio rural que foram electrificadas, também o projecto contemplou a iluminação pública do bairro de III Congresso, que é uma zona nova onde se construiu uma nova rede, disse o titular do sector da Energia.

Alexandre Monteiro, acompanhado do edil de São Filipe visitou também a central única da ilha, situada na zona portuária e introdução de fuel 180 para substituir o gasóleo, segundo o mesmo, parte de uma preocupação a nível nacional visando a melhoria de eficiência na produção de energia eléctrica.

Este disse que a central única do Fogo produz actualmente com gasóleo e prevê a mudança para fuel 180 e da visita ficou acordado o compromisso do edil de São Filipe em ajudar a Electra na obtenção e regularização de terreno para se puder construir as infra-estruturas necessárias para essa mudança de combustível que se pretende introduzir e que vai representar uma redução “importante” no custo de produção de energia.

JR/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos