Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Igualdade de Género: Movimento Ecofeminismo realça papel da mulher e traça nova abordagem sobre conceitos

Cidade da Praia, 27 Fev  (Inforpress) – A vice-presidente do movimento Ecofeminismo Cabo Verde, Gissela Garcia, realçou hoje o “importante papel” da mulher na sociedade cabo-verdiana, apontando também uma nova abordagem sobre os conceitos de equidade e igualdade de género.

Gissela Garcia fez esta intervenção à Inforpress, à margem do fórum “Mulheres pela Equidade de Género:  Agenda feminista e empoderamento das mulheres em Cabo Verde”, evento que aconteceu nas plataformas digitais.

Segundo apontou, o objectivo do fórum foi discutir uma agenda comum que abrange empoderamento feminino, luta pela equidade e igualdade de género em Cabo Verde, tendo como resultado final um manifesto de pontos de vista de vários colectivos, sobre o real papel da mulher na sociedade.

“Primeiramente, criamos um novo conceito de feminismo, o feminismo Cabo Verde, movimento da sociedade civil que engloba homens e mulheres e outras identidades de género binários de luta pela igualdade e equidade, visando políticas mais equitativas e promoção para que as mudanças aconteçam.

No entender de Gissela Garcia, a sociedade cabo-verdiana é matriarcal, mas há problemas que estão enraizados no machismo e na construção social daquilo que é género e identidade de género e a discriminação relacionada ao sexo.

Entretanto, frisou, muito se tem debatido acerca do assunto, na tentativa de reconhecer que existem sim desigualdades e trabalhar para se chegar a equidade desejada.

De acordo com o movimento Ecofeminismo Cabo Verde, o evento serviu para debater questões de agendas e prioridades feministas em Cabo Verde, numa perspectiva de intercâmbio entre as activistas e feministas de diferentes ilhas no País e na diáspora.

Durante o evento foram discutidos temas relativos à saúde, à educação, à violência baseada no género, ao empoderamento da classe feminina e à afirmação do feminismo no mundo.

O propósito é conseguir como resultado final um manifesto feminista cabo-verdiano no qual todas as associações de luta pela igualdade e equidade de género em Cabo Verde revêm, e servindo como um guia orientador para impulsionar a integração na agenda pública de políticas práticas em favor da justiça social e de empoderamento da classe feminina em Cabo Verde.

HR/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos