IGQPI em fase avançada de certificação de pequenos hotéis turísticos, do queijo nacional e serviços de restauração (c/áudio)

Cidade da Praia, 12 Nov (Inforpress) – A presidente do conselho directivo do Instituto de Gestão da Qualidade e da Propriedade Intelectual (IGQPI) adiantou hoje que estão em estado avançado de certificação de pequenos hotéis turísticos, do queijo nacional, dos serviços de restauração e similares.

Ana Barros falava aos jornalistas antes de presidir à abertura das celebrações do Dia Mundial da Qualidade, que se assinala hoje, com diversas actividades com destaque para a entrega oficial do Certificado do IGQPI na Norma ISO 9001:2015 e assinatura de protocolo de cooperação com a Pro Empresa.

Criado em 2010 fruto da fusão entre o Instituto de Gestão da Qualidade e o Instituto da Propriedade Intelectual de Cabo Verde, este instituto público vem trabalhando ao longo dos anos com os seus parceiros nacionais e internacionais na certificação das empresas e produtos cabo-verdianos.

Cabo Verde, segundo Ana Barros, tem ainda poucas empresas e produtos certificados, mas neste momento estão em estado avançado de certificação de pequenos hotéis turísticos, isto é, hotéis de 4 a 35 quadros, e da certificação do queijo nacional.

Está previsto ainda um programa de certificação dos serviços de restauração e similares e o esquema de certificação dos produtos agrícolas, com o intuito de permitir a introdução desses produtos no mercado do turismo, isto é, nas grandes redes hoteleira.

A certificação, acentuou, é uma forma de valorizarem e de reconhecer a segurança e a qualidade dos produtos produzidos localmente.

No sector do turismo, no momento da retoma da economia, informou que os esquemas foram adaptados para incluir medidas de segurança sanitária.

Tudo isso, prosseguiu, é uma forma de mostrar ao mercado e ao consumidor que os serviços têm qualidade, cumprem com as regras exigidas de qualidade, mas também cumprem com as regras sanitárias.

“Isso é uma mais-valia para o marketing, é uma mais-valia porque atrai mais clientes, é uma mais-valia porque, se estamos a falar do sector turístico, aumenta a taxa de ocupação principalmente neste contexto. Quer dizer é uma segurança e um reconhecimento que se dá pela certificação dos seus serviços e produtos”, sublinhou.

Acrescentou ainda que quando o consumidor tem a informação que a empresa é reconhecida e está certificada nas normas isso lhe assegura e lhe transmite “confiança e credibilidade” nos serviços prestados e nos produtos fornecidos.

Já para as instituições e empresas, a certificação da qualidade as torna “mais produtivas, mais eficientes e mais competitivas”.

“Isso se consegue se realmente tivermos essa abordagem com foco no cliente, na melhoria contínua, no comprometimento, na abordagem do possesso e entre outros. E aqui em Cabo Verde já temos algumas instituições já certificadas neste domínio, mas ainda são poucas”, finalizou.

Com este evento querem estimular, incentivar, inspirar essas empresas e organização a apostarem na qualidade pela via da sua certificação na norma ISO 9001 que certifica o respectivo sistema de gestão da qualidade.

IGQPI é a entidade nacional que tem como objectivo desenvolver e implementar as infraestruturas dos Sistemas Nacionais da Qualidade e da Protecção da Propriedade Intelectual relevantes para a melhoria da qualidade dos produtos, serviços, e sistemas, da qualificação de pessoas e da protecção dos direitos da propriedade intelectual em Cabo Verde.

AM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos