IGQPI arranca com controlo metrológico no terreno para disciplinar o mercado e dar combate à concorrência desleal

 

Cidade da Praia, 14 Ago (Inforpress) – O Instituto de Gestão da Qualidade e da Propriedade Intelectual (IGQPI) arranca esta quarta-feira, na Cidade da Praia, com as actividades de controlo metrológico no terreno, visando disciplinar o mercado e dar combate à concorrência desleal.

A primeira acção no terreno terá lugar num dos postos de venda de combustíveis, situada em Achada São Felipe, a partir das 09:30, do dia 16 de Agosto, informou o IGQPI, num comunicado de imprensa a que a Inforpress teve acesso.

Para além das bombas de combustível, outros equipamentos de medição também serão controlados nos próximos dias, nomeadamente: balanças com alcance até 5.000 quilos.

De acordo com o IGQPI, está-se a trabalhar também no sentido de criar as condições legais para o arranque efectivo do controlo metrológico dos taxímetros, parquímetros, radares de velocidades, pré-embalados e bem assim os contadores de água e electricidade.

O IGQPI informou também que está em preparação os regulamentos técnicos de controlo metrológico de outros equipamentos de medição tais como: manómetros, termómetros, básculas (balanças para além de 5.000 quilos de capacidade).

“Com os regulamentos técnicos pretende-se introduzir melhorias significativas nas relações comercias entre o prestador de serviço/vendedor e o consumidor final, passando pela defesa do direito do consumidor, maior exatidão nas medições e, consequentemente, maior segurança, credibilidade e satisfação dos clientes”, lê-se no comunicado.

Para o controlo das bombas de combustíveis e das balanças com alcance até 5.000 quilos, o Organismo de Verificação Metrológica (OVM) reconhecido foi a LabCal, uma empresa de direito cabo-verdiano.

O IGQPI é a entidade responsável para gerir, coordenar e desenvolver o sistema nacional da qualidade, e, de entre outros subsistemas, a metrologia, que tem como objectivo garantir o rigor e a exatidão das medições, protegendo os cidadãos das consequências de medições incorretas em operações comerciais, fiscais ou salariais, saúde, segurança, proteção ambiental.

Recentemente foi realizado um encontro de três dias, na Cidade da Praia, com o objectivo de capacitar e sensibilizar os dirigentes de metrologia dos países da CEDEAO no sentido de desenvolverem competências e habilidades e de implementarem as melhores práticas de gestão das atividades de metrologia nos seus países.

JL/FP

Inforpress/Fim

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos