Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

ICIEG entrega manuais e guia sobre igualdade de género ao ministro da Educação na próxima semana – presidente (c/áudio)

Mindelo, 07 Jun (Inforpress) – A presidente do Instituto Cabo-verdiano  para a Igualdade e Equidade de Género (ICIEG)  disse hoje, no Mindelo, que vai entregar manuais e guias sobre igualdade de género ao ministro da Educação, na próxima semana.

Rosa Almeida falava à imprensa à margem de uma formação, de três dias, sobre masculinidade tóxica, ministrada pelo ICIEG a 25 jovens rapazes do Centro Social SOS do Mindelo.

Segundo a responsável, “a masculinidade tóxica está a ter consequências graves”, pelo que “é preciso uma mudança de mentalidade e a introdução da igualdade do género nas escolas será um grande passo para a mudança de comportamentos”. 

“Estamos a pretender fazer essa introdução nas escolas secundárias quiçá primárias. Nós já estamos a formar desde educadoras de jardins de infância para novas masculinidades, porque se queremos atacar problemas sérios tem que ser com medidas de políticas de equidade”, explicou.

Segundo a presidente do ICIEG é preciso mudar, falar com as mulheres e com os homens. Mas, ajuntou, a assumpção das responsabilidades, a forma como as mães estão a educar os filhos, também precisam ser trabalhadas.

Sobre a formação aos jovens do Centro Social SOS do Mindelo, Rosana Almeida explicou que as duas instituições têm feito uma “parceria estreita, trabalham com famílias com algumas dificuldades, com temas como masculinidade tóxica e responsabilidade parental”, pelo que “encontraram nesta formação “mais um reforço da parceria”.

Segundo o ICIEG, esta formação visa  um combate “sem tréguas” contra masculinidades tóxicas como estratégia adequada de combate a Violência Baseada no Género (VBG) em Cabo Verde.

Por sua vez, a directora do Centro Social SOS do Mindelo, Graça Gomes, disse que vê com bons olhos esta formação porque servirá para falar de questões que muitas vezes têm trazido algum constrangimento entre o género.

“Essa formação mostrará que a igualdade e a equidade é algo que necessita que tanto o homem como a mulher possam caminhar em conjunto, lado a lado (…)”, frisou Graça Gomes.

Além da formação, a equipa do ICIEG que se encontra em São Vicente, encabeçada pela presidente Rosana Almeida, terá encontros  com diferentes parceiros que actuam em prol da igualdade.

Destaca-se uma assinatura de um protocolo com a Enapor, que decidiu apoiar a instituição na protecção das vítimas  de VBG recebendo formação para os quadros da empresa.

O ICIEG pretende fazer a entrega de equipamentos informáticos aos técnicos dos centros de atendimento às vítimas das ilhas de São Vicente e dos três concelhos de Santo Antão além de manter encontros com a Polícia Nacional e com a Associação Akredita na Bo (Acredita em  ti), que trabalha com mulheres em situação de risco e que apresentam grande índice de vulnerabilidades.

CD/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos