Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Hotelaria regista uma diminuição de 74,7% de hóspedes em 2020 – INE

Cidade da Praia, 12 Mar (Inforpress) – A hotelaria registou, em 2020, mais de 207 mil hóspedes, correspondendo a uma diminuição de 74,7% face ao ano de 2019, pelo que no mesmo período, as dormidas diminuíram 77,5%., informou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

De acordo com o comunicado do INE, o Reino Unido foi o principal país de proveniência de turistas, sendo os turistas daquele país que permaneceram mais tempo em Cabo Verde, com uma estadia média de 7,6 noites.

A ilha do Sal, apontou a mesma fonte, foi a ilha mais procurada pelos turistas, representando cerca de 40,2% das entradas nos estabelecimentos hoteleiros.

Indicou ainda o INE que as dormidas atingiram 1.150.641 no mesmo período, traduzindo-se numa variação negativa de 77,5%, em relação ao ano de 2019.

No que tange a análise por tipo de estabelecimentos, o estudo revelou que os hotéis continuam sendo os estabelecimentos hoteleiros mais procurados, representando 87,4 % do total das entradas.

Seguidamente, informou a fonte, as pensões, as residências e os hotéis apartamentos, com cerca de 4,9%, 4,3% e 2,2%, respectivamente. Relativamente às dormidas, os hotéis representam 93,0%, os aldeamentos turísticos 2,6% e as pensões 1,8% e as residenciais 1,6%.

“A ilha do Sal continuou a ter maior acolhimento, com 40,2% do total das entradas, seguida da Boa Vista, com 28,1% e de Santiago com 16,0%. Em relação às dormidas, a ordem é a mesma: Sal com 49,3%, Boa Vista com 37,6% e Santiago com 6,0%”, lê-se no documento.

Conforme o INE, o principal mercado emissor de turistas, no ano 2020, continua sendo o Reino Unido com 19,4% do total das entradas, a seguir vêm França representando 10,3%, Alemanha com 11,0%, Países Baixos com 10,3% e Portugal com 6,1%. Relativamente às dormidas, o Reino Unido também permanece no primeiro lugar com 27,0%, seguido dos Países Baixos com 11,2%, da Alemanha com 10,4% e da França com 9,4%.

TC/ZS

Inforpress/ Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos