Equipamento avariado: Hospital da Praia garante serviço de TAC a doentes hospitalizados

Cidade da Praia, 31 Mar (Inforpress) – O director do Hospital Agostinho Neto (HAN) afirmou hoje que enquanto prevalecer a avaria no equipamento hospitalar, os exames de Tomografia Axial Computadorizada (TAC) aos doentes hospitalizados são garantidos através dos privados que tenham a disponibilização desse tipo de serviço.

Júlio Andrade, que falava em declarações à Inforpress, quis tranquilizar deste modo os doentes que se encontram internados nesse estabelecimento de saúde, tendo explicado, por outro lado, que se está a tentar reparar a avaria no actual equipamento existente no HAN e que já conta com alguns anos de utilização, não descartando também a hipótese de o Governo ter de adquirir um novo aparelho caso a reparação não resultar.

Conforme explicou o gestor do HAN, desde a sua aquisição em 2013, o actual aparelho de TAC nunca funcionou na normalidade, tendo sido já objecto de cerca de 20 intervenções de reparação.

Júlio Andrade precisou ainda que nos últimos sete meses esse equipamento funcionou cerca de 45 dias. “Neste momento temos a proposta de uma intervenção no valor de 14 mil contos. Entretanto, já foi feito um levantamento da situação que vai ser entregue ao Governo, porquanto, o hospital não tem recursos para pagar essa despesa”, indicou, deixando transparecer, no entanto, a apreensão da equipa do hospital sobre se se justifica gastar tanto dinheiro num aparelho que já sofreu 20 reparações.

“Esse é um processo que o Governo vai decidir, visto que estamos a falar de um parelho que custou cerca de 42 mil contos”, sublinhou.

Explicou que, enquanto não se resolve o problema, o Hospital Dr. Agostinho Neto tem recorrido a privados para realizar um exame de TAC dos doentes hospitalizados.

Na ocasião, a Inforpress questionou ao director do HAN sobre a questão do funcionamento das incubadoras nesse estabelecimento, ao que Júlio Andrade afirmou ser falso a informação que vem sendo veiculada, esclarecendo que a última manutenção feita a estes equipamentos ocorreu no mês de Fevereiro.

“Todas as incubadoras estão operacionais, e temos muito mais do que está sendo utilizado, pelo que não entendo esta especulação. Nós fazemos uma manutenção preventiva que é realizada de três em três meses por uma empresa especializada na matéria”, disse.

No referente à escassez de medicamentos de primeira necessidade, Júlio Andrade disse que o Hospital da Praia tem todos os medicamentos constantes da lista de medicamento que são vendidos a nível nacional.

Entretanto, esclareceu que não é papel do Hospital importar medicamentos, pelo que sustenta que, quando existam roturas no mercado nacional logo tem de haver falta no estabelecimento hospitalar.

“Neste momento não é o caso. As informações que tenho por parte da farmácia do hospital é que não há rupturas de stock por falta de recursos. No entanto, se houver rupturas no mercado não se pode imputar essa responsabilidade ao hospital, pois, nós não importamos medicamentos”, afirmou.

No Hospital Dr. Agostinho Neto o serviço da Tomografia Axial Computadorizada (TAC), começou a funcionar, pela primeira vez, em 2007.

A tomografia computadorizada ou tomografia computorizada (TC), originalmente apelidada Tomografia Axial Computadorizada (TAC), é um exame complementar de diagnóstico por imagem, que consiste numa imagem que representa uma secção ou “fatia” do corpo.

PC/FP

Inforpress/fim

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos