Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Historiador Lourenço Gomes lança obra que retrata zona histórica da Praia desde 1778 até hoje

Cidade da Praia, 28 Abr (Inforpress) – O professor universitário Lourenço Gomes lançou hoje mais uma obra intitulada “Monumentos: História e Interpretação” que retrata zona histórica da capital, desde 1778 até hoje.

“O livro toma como êxito o centro/norte da zona histórica, a parte que vai do mercado da Praia, abarcando a zona de Ponta Belém, a Pracinha da Escola Grande, Hospital [Dr. Agostinho Neto], a Igreja do Nazareno e o Liceu [Domingos Ramos], indicou o autor, acrescentando que a obra procura fazer a história dos monumentos e sua interpretação, desde obras arquitectónicas passando pelas ornamentações das praças.

Citou o exemplo da Praça da Escola Grande, situada em frente à Reitoria da Universidade de Cabo Verde, onde, segundo ele, há um “belo complexo escultural de um médico que esteve cá desde 1888 até 1913”.

Trata-se do dr. António Lereno que foi um “médico muito querido” na Praia, a ponto de merecer um busto em sua homenagem.

“No Liceu [Domingos Ramos], encontramos também um monumento de grande valor, sob ponto de visto estético, representativo de uma vela, e espelha todo o esforço decorativo da cidade, na altura das comemorações do V centenário dos descobrimentos de Cabo Verde”, precisou o autor, para quem o “próprio liceu em si é um monumento comemorativo”, já que foi construído para assinalar a data.

Instado se esta obra pode servir às autoridades camarárias para uma visão diferente sobre a Cidade da Praia, afirmou que sim, realçando que dá aos autarcas uma perspectiva sobre aquilo que é o “valor deste centro histórico e  bem patrimonial que precisa ser preservado”.

Considera que estes monumentos devem ser valorizados numa perspectiva de “desenvolvimento cultural das novas gerações”, mas também, sublinhou, sob ponto de vista de criação de roteiros turístico-culturais.

“Em Cabo Verde, como se sabe, vemos o turismo como uma via por onde se pode levar avante programas de desenvolvimento, aproveitando os recursos que advêm do sector”, afiançou Lourenço Gomes, observando que a Cidade da Praia tem “potencialidades enormes” para desenvolver o turismo cultural.

Na sua perspectiva, o livro ora lançado permite que agentes de viagens e guias turísticos multipliquem o seu conteúdo para outros fins.

O “Monumentos: História e Interpretação” é uma espécie de continuação do outro livro “Urbe Memória e Crítica da Arte”, lançado em 2011.

De seguida, iniciou a preparação da obra agora dada à estampa, mas revelou à Inforpress que o processo foi interrompido, porque se viu obrigado a abraçar outros projectos e só o retomou em 2015.

Sobre novos projectos, de momento, não prometeu nada, porquanto prefere “mastigar” este seu mais recente livro e, depois, ver o que isto vai dar.

“Não faltam projectos. Vivo numa área, que é a da investigação, que tem redes de pesquisas, onde confrontamos permanentemente oportunidades de pesquisa”, concluiu.

A obra foi editada pela Fundação João Lopes e contou com o apoio do Ministério da Educação, do Fundo do Turismo e do alto patrocínio da Presidência da República.

O seu lançamento está enquadrado nas actividades comemorativas do 163.º aniversário da elevação da Vila da Praia à categoria de Cidade (29/04/1858-29/04/2021).

LC/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos