Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

“Higienização das mãos é uma das principais armas contra covid-19” – INSP

Cidade da Praia, 05 Mai (Inforpress) – A presidente do Instituto Nacional da Saúde Pública (INSP) disse hoje que a higienização das mãos, além de ser um hábito que promove saúde, é uma das principais armas contra a covid-19.

Maria da Luz Mendonça, que falava à Inforpress no âmbito do Dia Mundial da Higiene das Mãos, que se assinala hoje, 5 de Maio, realçou que o simples acto de lavar as mãos dá combate ao vírus da covid-19.

“A lavagem das mãos é um gesto simples, mas com um valor enorme para a saúde, no que respeita à transmissão de microrganismos e diminuição de incidência de infecções preveníveis”, assegurou.

A lavagem de mãos, segundo Maria da Luz Mendonça, é de suma importância para os profissionais da saúde que devem estar sempre higienizados para não transmitir microrganismo de um doente ao outro.

A data, prosseguiu, é mais um dia de sensibilização para os profissionais de saúde como para a população em geral, uma vez que a quantidade de microrganismo que se pode encontrar nas mãos é “enorme”.

Questionada se no País existem nos serviços de saúde um departamento de controlo de infecção, a responsável afirmou que as recomendações vão no sentido de que todos os serviços de saúde deveriam ter uma unidade de controlo de infecção.

“Devido a alguns problemas na implementação desta unidade, tenho conhecimento que nem todos conseguiram. A nível do Serviço Nacional da Saúde foi criado, há pouco tempo, um serviço de Segurança do Doente”, disse.

Em Cabo Verde, o evento que vai ser assinalado com o lema “Salve Vidas: Limpe Suas Mãos” contará com uma cerimónia promovida pelo Serviço Nacional da Saúde em parceria com o INSP, de forma online, com temas que inspirem a adopção de boas práticas de lavagem das mãos e da sua higienização como ferramenta de prevenção e controlo de infecção nas estruturas da Saúde.

A data, criada pela Organização Mundial da Saúde, chama a atenção para a importância da higienização das mãos, no sentido de que o simples acto de lavar as mãos com sabão impede incidência de infecções como a diarreia, gripe, resfriado, erupções e doenças de pele, dores de garganta, infecções no ouvido e estômago.

Além de prevenir e atenuar as infecções, o hábito de lavar as mãos com sabão fomenta a segurança de pacientes, profissionais e de todas as pessoas com as quais se convive no dia-a-dia.

Recomenda-se a lavagem das mãos sempre antes de mexer nos alimentos, depois de mexer em resíduos e ir à casa de banho, depois de assoar nariz e de espirrar ou tossir, após mudar fraldas e tocar em feridas ou doentes.

A correcta lavagem das mãos é feita com sabão e engloba as palmas e os dorsos das mãos, os pulsos, entre os dedos e por baixo das unhas, devendo demorar um minuto ou mais. Antes de comer e depois de ir à casa de banho são os principais momentos para lavar as mãos.

Além desta data, assinala-se a 15 de Outubro o Dia Mundial da Lavagem das Mãos, cujo objectivo é combater o vírus, reduzir a incidência da diarreia em cerca de 40% e as infecções respiratórias até 25%.

PC/JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos