Novo embaixador de Cabo Verde em França pede meios para melhorar serviços consulares

 

Cidade da Praia, 16 Ago (Inforpress) – O diplomata Hércules Cruz foi empossado hoje no cargo de novo embaixador de Cabo Verde em França, tendo o mesmo reclamado mais meios para melhorar os serviços consulares em Paris, cujo desempenho é actualmente muito criticado.

Hercules Cruz, que adianta ter recebido a notícia de que vai ser nomeado para chefiar os serviços consulares em França com “muita surpresa” declarou-se ciente dos desafios e dos problemas por que passam os cabo-verdianos nesse país.

Por um lado, prometeu todo empenhamento para solucionar esses problemas, mas por outro, pediu da parte dos serviços centrais meios para poder transformar os serviços consulares num serviço eficiente e que responda aos anseios dos cabo-verdianos residentes em França.

“Não é admissível que em pleno século XXI, na Cidade da Luzes, os nossos cidadãos estejam a enfrentar situações tão miseráveis de todo semelhante àqueles descritos pelo singular Victor Hugo dois ou três seculos passados”, disse fazendo alusão à fila que os cabo-verdianos têm enfrentado para ter acesso aos serviços consulares.

Por isso mesmo, adiantou que é tempo de reflectir nos serviços centrais, o que terá passado para que a representação diplomática em França se tenha chegado ao ponto que chegou.

“Interrupções de políticas, talvez falta de meios”, questionou lembrando, entretanto, que a reclamação de meios por parte de representantes diplomáticas em França não é de hoje.

“Não acredito em homens ou mulheres previdenciais. É preciso disponibilizar e dar-lhes não só a oportunidade, mas também meios para a acção”, disse Hercules Cruz, que prometeu trabalhar também para responder aos anseios do Governo de reforçar a cooperação bilateral e atrair investimentos privados francês para Cabo Verde.

Da parte do Governo, o ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades, Luís Filipe Tavares, adiantou que o novo embaixador terá todo apoio e engajamento do executivo para melhor cumprir a sua missão.

Para já, Luís Filipe Tavares avançou que o Governo vai criar todas condições para tornar o serviço consular em Paris um “serviço de excelência, com qualidade” e que esteja sempre ao dispor da comunidade cabo-verdiana ali residente.

“Este é o compromisso firme que terá tradução no próximo orçamento de Estado, para 2018. Nós estamos a tomar medidas corajosas com audácia, sentido de responsabilidade para tornar a nossa Embaixada em Paris em serviço de excelência e capaz de prestar um serviço de qualidade.

Solucionar os problemas por que passam as comunidades cabo-verdianas, e, de forma particular, em França, é para já a primeira prioridade do Governo, afirmou Luís Filipe Tavares que adiantou que o executivo vai enviar para esse país mais diplomatas e mais administrativos.

O governante lembrou ao novo embaixador que vai ter uma “missão importante” já que vai representar o arquipélago junto de um dos países mais importante da União Europeia, organização com a qual Cabo Verde está “profundamente empenhado” em reforçar a cooperação.

Hércules Cruz, 57 anos, é diplomata de carreira e ultimamente desempenhava, de forma interina, as funções de cônsul em Boston. Já foi encarregado de negócios na Alemanha e desempenhou no Governo anterior as funções de director de Serviços Jurídicos e Tratados.

Substitui no cargo Fátima Veiga.

MJB/CP

Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos