Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Grande parte das entidades reguladas teve resultado negativo em 2020 devido à covid-19 – ARME

Cidade da Praia, 20 Set (Inforpress) – O presidente da Agência de Regulação Multissectorial da Economia (ARME), Isaías Barreto, disse hoje que grande parte das entidades reguladas teve resultado negativo em 2020 devido à covid-19, indicando intervenções da instituição para mitigar esses efeitos.

Isaías Barreto fez esta afirmação durante o discurso de abertura do workshop subordinado ao tema: “Impactos da Pandemia da COVID-19 – Perspectivas da Regulação Económica”, para celebrar o terceiro aniversário da ARME.

Conforme apontou, a pandemia afectou a todos e provocou um contexto de recessão económica, tendo grande parte das entidades reguladas apresentado resultados negativos em 2020, o que levou a ARME a tomar um conjunto de medidas para ajudar os efeitos nefastos da doença.

“A Arme decidiu dar espectro adicional e sem custos acrescidos às entidades reguladas para melhorar a qualidade de serviço que prestam aos serviços e, isso teve um impacto muito grande, porque no início da pandemia houve um aumento do tráfego de dados e que em alguns casos ultrapassou 50 por cento (%)”, assinalou.

Frisou que a entidade sugeriu um conjunto de recomendações, nomeadamente a não suspensão dos serviços por não pagamento, sobretudo durante o período de confinamento.

“A regulação multi-sectorial permite a optimização de recursos, criação de sinergias entre as várias áreas reguladas, e está em consonância com as várias práticas internacionais”, salientou.

Por outro lado, destacou que os três anos de regulação deixaram os responsáveis muito satisfeitos, pois permitiu a consolidação institucional, sobretudo com o foco na regulação.

“Temos feito esse trabalho sempre alinhados com as estratégias de desenvolvimento do País, no exercício da regulação independente”, sublinhou.

Durante esse período de tempo, prosseguiu Isaías Barreto, a ARME teve intervenções importantes em várias áreas, nomeadamente a conclusão de estudo de mercado e o processo de imposição e obrigações, intervenções também na área da conectividade internacional com “impacto importante” em relação ao preço, entre outros.

O propósito deste workshop de informação e sensibilização visa, justamente, elucidar os consumidores sobre o que é que a ARME, enquanto entidade reguladora, tem feito para diminuir os efeitos de pandemia da covid-19, junto das populações e que perspectivas da regulação o futuro reserva.

Assim, durante o evento serão abordados temas como: “Os efeitos da pandemia no consumo dos combustíveis – Desafios Futuros”; “Electricidade e Pandemia”; “As acções da ARME no Sector das Comunicações Electrónicas face aos impactos da covid-19 – Perspectiva da Regulação” e “O Consumo e a Pandemia”.

HR/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos