Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Grã-Bretanha sanciona Alex Saab por suposto envolvimento em esquema de corrupção

Cidade da Praia, 23 Jul (Inforpress) – A Grã-Bretanha sancionou na quinta-feira um dos enviados do presidente venezuelano Nicolás Maduro, Alex Saab, por envolvimento num acordo supostamente corrupto para obter suprimentos para o programa governamental de subsídio alimentar de Maduro, informou hoje a Reuters.

Segundo a mesma fonte, a Grã-Bretanha alegou que Saab foi sancionado por explorar dois dos programas públicos da Venezuela, que foram criados para fornecer alimentos e moradia a venezuelanos pobres.

“Eles se beneficiaram de contratos indevidamente concedidos, nos quais os bens prometidos foram entregues a preços altamente inflacionados”, disse o Ministério das Relações Exteriores do Reino Unido em um comunicado, citado por aquela agência britânica.

“Suas acções causaram mais sofrimento aos venezuelanos já atingidos pela pobreza, para seu próprio enriquecimento privado”, citou a Reuters.

Saab foi preso em Junho do ano passado em Cabo Verde depois que a Interpol emitiu uma chamada de notificação vermelha. Deste então encontra-se à espera da conclusão do processo de extradição para os Estado Unidos da América.

Os Estados Unidos acusam-no de ter branqueado 350 milhões de dólares (295 milhões de euros) para pagar actos de corrupção do Presidente venezuelano, Nicolás Maduro, através do sistema financeiro norte-americano, enquanto a defesa do empresário colombiano afirma que este viajava com passaporte diplomático, enquanto “enviado especial” do Governo da Venezuela, e que por isso a detenção foi ilegal.

GSF/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos