Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Governo vai atribuir Bolsa de Acesso à Cultura para mais de mil alunos de 48 escolas do País

 

Cidade da Praia, 18 Out (Inforpress) – O programa Bolsa de Acesso à Cultura (BA-Cultura) vai beneficiar nesta primeira fase 1150 alunos de 48 escolas a nível nacional, num valor global de seis mil contos, informou hoje o ministro da Cultura e das Indústrias Criativas.

Abraão Vicente falava aos jornalistas à margem da cerimónia de assinatura de um protocolo a esse propósito com 27 escolas da ilha de Santiago, beneficiando 788 crianças, acto que esteve inserido no âmbito do programa das comemorações alusivas ao Dia Nacional da Cultura e das Comunidades Cabo-Verdianas e dos 150º aniversários do seu Patrono, Eugênio Tavares.

Segundo o ministro, com este pacote onde serão beneficiados 1150 alunos a nível nacional, o Governo está a incentivar o ensino artístico, à promoção da cultura e a sustentabilidade dos espaços culturais privados.

“No próximo ano já temos também financiamento. É um projecto que visa financiar a cultura em duas perspetivas; primeiro pagar o acesso de ensino artístico de alunos que não têm possibilidades de frequentar uma aula de ballet, de música, mas também temos escolas beneficiadas que ensinam a fazer pano de terra, teatro, artes plásticas”, indicou.

O programa que disponibiliza seis mil contos nesta fase, está presente em todas as ilhas com excepção da Boa Vista, mas assegurou que no próximo ano, já têm selecionado uma escola nessa ilha que vai beneficiar de um novo pacote.

Apesar do contrato ter sido assinado pelas escolas, Abrão Vicente garantiu que o financiamento vai para as crianças, através de aulas que os vai ensinar a tocar instrumentos, a fazer “pano di terra” (tecelagem genuína da ilha de Santiago), a fazer artes plásticas, entre outros.

Por sua vez, os beneficiados demostraram o impacto que este apoio vai ter nas crianças de zonas pobres, rurais e crianças deficientes que não têm condições de participar numa aula de música ou em qualquer outra atividade que evolve a cultura.

“Entendemos também que trabalhando a área da cultura, essas crianças vão ter maior possibilidade de estarem incluídas nesta sociedade e com este apoio do Ministério da Cultura, acredito que vai ser uma mais valia para o enriquecimento do nosso trabalho e das nossas actividades”, disse o representante da Associação de Deficientes Visuais de Cabo Verde (ADEVIC), Marciano Monteiro.

Inês Tavares da Associação “Tradison di Terra” de São Lourenço dos Órgãos, disse à Inforpress que muitas crianças do município dos Órgãos têm capacidades no domínio da dança, teatro e batuque, mas não tinham condições de participar numa aula por falta de condições financeira.

Com este apoio, Inês Tavares acredita que estarão em condições de valorizar ainda mais a cultura cabo-verdiana, apostando nas crianças.

Para assinalar o Dia Nacional da Cultura várias actividades estão sendo levadas a cabo pelo Governo, autarquias do país, entidades privadas, designadamente Colóquio Internacional alusivo ao 150.º aniversário Eugénio Tavares, Encontro com contadores de Estórias, exposição em Vinil, Noite Verde.

Nesta quinta-feira, 19, o Governo vai atribuir medalhas de Mérito Cultural de 1ª e 2ª grau a 31 individualidades e grupos que contribuíram para o reconhecimento do país a nível nacional e internacional.

AM/FP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos