Governo tem o ordenamento do território como um dos instrumentos essenciais para o desenvolvimento do país –  INGT

Cidade da Praia, 17 Mai (Inforpress) – O Governo tem o ordenamento do território como um dos instrumentos essenciais para o desenvolvimento de Cabo Verde, afirmou hoje, na Cidade da Praia, Fátima Fernandes, presidente do Instituto Nacional de Gestão do Território (INGT).

Segundo a responsável, que falava na abertura do “workshop” sobre gestão das infra-estruturas nas zonas costeiras, o plano estratégico do Governo tem o ordenamento da orla costeira como um dos pilares do desenvolvimento sustentável do país.

“O planeamento deve existir como uma ferramenta indispensável e estratégico, que para além de planificar tem que criar sinergias que ultrapassam os limites de contemplação e admiração e contribuir para que a nossa sociedade some esforços para preservação do ecossistema”, explicou.

Fátima Fernandes defendeu que Cabo Verde tem que ter uma abordagem de protecção e cuidados com relação ao ecossistema que derivam da sua própria vulnerabilidade, acrescentando, por isso, que deve ser levado muito em conta.

Apontou que para materializar algumas soluções que advém das preocupações sobre as orlas marítimas, já foram feitas algumas alterações da lei, designadamente a da Zona de Desenvolvimento Turístico Integrado (ZDTI).

“Estão em cursos planos de desenvolvimentos turísticos e pretendemos elaborar um plano da orla costeira na ilha da Boa Vista”, acrescentou.

O evento é organizado em colaboração com outros parceiros, nomeadamente a Universidade Jean Piaget e a Rede de Jornalistas para o Ambiente (REJA) e está inserido no âmbito do projecto “Impacto das infra-estruturas nos ecossistemas das zonas costeiras nos países da África Ocidental” implementado em Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Conakry, Mauritânia e Senegal.

Em Cabo Verde, o projecto está a ser implementado nas ilhas da Boa Vista e de Santiago e é financiado pela fundação MAVA, em parceria com o Programa de Conservação Marinha e Costeira (PRCM) e o Wetlands Internacional África, sediado no Senegal.

OM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos