Governo socializa linha de crédito para o sector agropecuário na ilha de São Nicolau

Ribeira Brava, 05 Out (Inforpress) – O secretário de Estado para a Economia Agrária desafiou hoje os agentes do sector agropecuário a aproveitarem as vantagens da linha de crédito disponibilizada pelo Governo, para desenvolver a agricultura na ilha.

O governante, que falava à margem da socialização da linha de crédito para o sector agropecuário, na ilha de São Nicolau, afirmou tratar-se de uma oportunidade “única”, que deve ser aproveitada para o desenvolvimento da agricultura na ilha e em todo o país.

“O Governo está desejoso de trabalhar com todos os agricultores, criadores e todos os profissionais da economia agrária, para o desenvolvimento da agricultura no país, daí termos criado esta linha de crédito que é única e que deve ser aproveitada”, afirmou.

Segundo Miguel Ângelo de Moura, a ideia é transformar a agricultura numa actividade de alto rendimento e para isso é necessário que este setor seja empresariado e o Estado almeja criar condições para alcançar este objetivo.

O secretário de Estado para a Economia Agrária avançou ainda que o Governo está a trabalhar na criação de uma empresa de logística agrícola, que vai ajudar os agricultores no processo de escoamento dos seus produtos.

“Os estudos estão na sua fase final e vão definir qual o modelo de negócio a ser adoptado, se vai ser uma empresa pública ou privada”, frisou.

A linha de crédito foi criada visando o investimento produtivo às empresas privadas nacionais e cooperativas de produção das diversas áreas agropecuárias.

O montante total do crédito é de 300 mil contos e tem uma taxa de juros de até 3,5 por cento (%), garantias de financiamento da Pró-Garante de até 80 por cento (%), comparticipação/subsídio do Governo de 10% a fundo perdido, período de carência de capital e juros mínimos de seis meses.

Cada empresa poderá beneficiar de um montante máximo de crédito até 10 mil contos, o prazo máximo de reembolso/amortização é de 10 anos

Paralelamente à apresentação da linha de crédito houve também uma exposição de máquinas agrícolas.

WM/JMV

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos